quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

A triste realidade do disperdício no Brasil



Extraído do Blog do Jasiel Botelho

Eu Indico [13]

Diretamente do Blog do Ciro As novas aventuras de Títere e Marionete

O circo gospel

Robson Ramos

Pois é Spyware*, é incrível como esses pastores conseguem surpreender até mesmo a nós que estamos do lado do “nosso pai que está cá embaixo”.

Nosso agente Greenbelly* tem feito um ótimo trabalho na região sul do país. Circulando por essas igrejas novas ele vê e ouve coisas das mais pitorescas.

Confesso, Spyware, que eu mesmo, por mais incrível que possa parecer, fico chocado e ao mesmo tempo feliz com esses relatos. O Greenbelly ouviu de um mesmo pastor duas pregações que estão arrancando risos dos nossos colegas da ZonQunran*. Eu gostaria de ter estado lá e ouvido o que ele ouviu. Ele viu e ouviu um pastor pregando em dois cultos, na mesma igreja. Num dos cultos o pastor falou sobre um tal de “Calebe” que, na língua hebraica segundo ele, significa “cão”. A partir disso ele elaborou uma mensagem no mínimo estapafúrdia e que seria forte candidata a levar o prêmio de “Mensagem do Ano”. Depois de dizer que Calebe significa “cão”, ele afirmou que Deus gosta de Calebe. “Assim como o cão marca seu território fazendo xixi, nós temos que marcar nosso território”, continuou o erudito pastor. Ele ainda contou sobre uma experiência vivida numa visita que fez a um estádio de futebol. Nessa visita, conforme seu relato pessoal, perante uma plateia de crentes atentos e ao mesmo tempo incrédulos, descobriu que próximo ao estádio havia um ponto de prostituição e resolveu fazer xixi nos lugares onde ficavam as prostitutas. Por ter feito o tal xixi as prostitutas não apareceram mais, concluiu com grande sabedoria o pastor. Enquanto isso algumas das pessoas presentes no culto gritavam “glória a Deus”, outros se contorciam nas cadeiras. Os gritos de “aleluia”, da parte de alguns, ficaram mais acalorados quando o referido pastor desferiu: “Quando você crê em Deus até o seu xixi tem poder”.

Nosso agente Greenbelly pensava que o tal pastor nunca mais seria convidado para voltar àquela igreja. Mas para sua surpresa nesse último final de semana lá estava ele de novo, na mesma igreja, numa cidade turística do sul do Brasil. Não deu outra. Não demorou muito e as pessoas começaram a se contorcer nos bancos. O tal pastor esbravejou umas loucuras que deixou todos boquiabertos, sem reação, especialmente quando ele disse: “Deus vai te penetrar. Abra as pernas para Deus te penetrar. Tem gente colocando preservativo em Deus. Ele vai romper teu hímen espiritual”.

Ora, Spyware, enquanto tivermos pastores como este atuando nas igrejas, não precisamos nos preocupar. Eles já fazem o nosso trabalho melhor do que nós mesmos.


* Nomes fictícios

• Robson Ramos
é autor de Evangelização no Mercado Pós-Moderno, acadêmico de Direito, bacharel em teologia pela Faculdade Teológica Batista de São Paulo e mestre em Estudos do Novo Testamento pelo Pittsburgh Theological Seminary, EUA. É também blogueiro, responsável pelo www.mateus21.com.br

Siga-nos no Twitter!

Texto extraído do site da Ultimato

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Insensibilidade

Você deve estar pensando. Um texto de reflexões sobre a Insensibilidade, mas o que isso tem a ver com igreja atualmente? Tudo. A igreja atual vive uma crise de identidade. Não sabe para qual propósito a mesma existe. A crise deixou os cristãos em uma zona de conforto. Virou uma comunidade acomodada que apenas se importam com números, dízimos, CDs, DVDs, tele-evangelismos que falam mais de produtos comerciais do que com a essência do evangelho. A mensagem do evangelho para muitos que se dizem cristãos passou a ser antropocêntrica. Pregações que giram em torno do homem. A maior parte das igrejas locais perderam a identidade de Cristo, ao contrário, passaram a ter como referencia valores mundanos. O termo mundano é o termo para as coisas que são valorizadas pelo “príncipe deste século” e que a própria Bíblia atestou que esta no maligno. 2Co 4.3,4 "Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus." / 1Jo 5.19 "Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno."

Destaco inicialmente a realidade do contexto do ambiente Cristão nos dias atuais. Temos medo de nos posicionar e esta falta de postura gera em nós insensibilidade e conseqüentemente passamos a correr o perigo que adverte Matheus 5:13,14 Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;

Ao chamar atenção para estes problemas que são conseqüências da falta de posicionamento em defender a verdade e do conformismo gerado pela Omissão quero propor a leitura de Matheus 24:12 que diz: E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará.

Ao definir INIQUIDADE, podemos afirmar que é o Pecado consciente. Peca sabendo que isto é contra o que Deus ensina e quer que vivamos.

Ao pensar sobre isso imagino o seguinte: Você consegue imaginar alguém que ouve a voz de Deus e fica indiferente? Por incrível que pareça ser, isto tornou-se comum na realidade daqueles que dizem ouvir a Deus. Aqueles que dizem ser cristãos, mas que não sabem discernir a voz de Deus. Não sabem identificam a mensagem de Deus para humanidade através do seu filho Jesus. A insensibilidade irradiou para meio da igreja atual, tornando os crentes omissos, conformados e conseqüentemente insensíveis

Quando já não conseguimos perceber Deus na criação, nos Filhos Dele, nas suas ações de um modo geral, significa que a insensibilidade já esta agindo sem que percebamos. Pessoas que professam Cristo frustrando outras pessoas, líderes escandalizando, aceitações de praticas pecaminosas, etc. Este contexto, a Bíblia se refere como a Multiplicação da Iniquidade. Iniquidade é pecado consciente. É quando uma pessoa sabe que é pecado e ainda assim peca. Em outras palavras, é resistir a Deus. Desobediência.

Odor do Pecado

Hoje, grande parte dos evangélicos assemelha a aqueles que trabalham com substancias mal cheirosas e que depois de algum tempo que convivem com o odor, o sentido olfativo deles acostuma com o cheiro. Após poucos minutos, tornam-se insensíveis para o odor original, não sentindo que há "mal cheiro" no ambiente. Este é um dos primeiros diagnósticos de uma vida de insensibilidade. "Crentes" que já não conseguem crer. Já não sabem diferenciar o cristianismo da religiosidade. Não consegue discernir ao seu redor. A fé é o primeiro passo para relacionarmos com Deus. "Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam". Hb 11:6 Depois do advento da criação, sempre que Deus se relacionou com o homem ou fez algo em sua vida, teve a fé envolvida no contexto.

Na construção deste texto, estive refletindo sobre como conseguir examinar a "mim" mesmo neste tempo onde a insensibilidade praticamente impera e corrompe os sentidos cristãos. Fico constamente amedrontado, temendo que minha reflexão esteja comprometida pela insensibilidade que domina os cristãos em muitos lugares. Como perceber que não sou um destes que estou citando. Na verdade, confesso: Fui atingido de certa forma. Por isso oro e alerto aos irmãos a não menosprezar alguns pontos muito importantes em nossa fé cristã. As situações estão constantemente ruins em todos os lugares que meio que acostumamos com elas. Não notamos a diferença ou mesmo não importamos. A noção do pecado do ponto de vista Deus não incomoda muitos cristãos. Perdemos a sensibilidade por acomodarmos com odor do pecado, e já não mais importamos com as "coisas" que importávamos em outro tempo.

Neste ponto, a insensibilidade confunde tão minuciosamente que, para os insensíveis, qualquer "voz" pode ser considerada a voz de Deus desde que responda a religiosidade. O insensível acredita sempre que Deus age do jeito dele. A pessoa pode até ouvir a voz de Deus, mas não dá a devida importância. Não sabe tratar com o discernimento adequado, pois a prova de sua crença é baseada em falsos fundamentos. Mt 7:26 E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia. A sensatez é uma característica da sensibilidade, e a mesma só vem em Deus com obediência. Vamos falar disso mais para frente.

A crítica deste texto é para olhar dentro de nós mesmos como igreja, examinando segundo as escrituras a nossa condição atual. Precisamos avaliar onde estamos fundamentados. Edificamos a nossa casa sobre a rocha ou sobre a areia? Aqueles que ouvem a voz de Deus sem discernir, muito provavelmente crêem em valores religiosos e não nos fundamentos da Escritura Sagrada. O conhecimento da palavra é essencial para ouvir a voz de Deus. Também posso dizer que a religiosidade, mesmo que inconsciente, pode por vezes ser o primeiro passo para servir um senhor diferente do Verdadeiro Senhor. Mt 6:24 Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou odiará a um e amará o outro, ou dedicar-se-á a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e à riqueza.

Quero destacar que:

· A indiferença com o cristianismo dentro de si mesmo é uma marca profunda de uma vida de insensibilidade. Apocalipse 3:16 Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Quero dizer que ser cristão é ter uma vida completamente diferente dos parâmetros da sociedade atual. Deus tem nojo daqueles que conhecem a verdade e não se posicionam. Daqueles que focam as coisas terrenas dizendo ser espiritual. Quero frisar que omissão, conformismo e insensibilidade são as marcas da frieza espiritual que atinge a Igreja nos últimos dias como fala em Matheus 24.

· Podemos dissertar dizendo que a forma egoísta que muitas vezes encaramos a vida é uma característica da insensibilidade. Olhamos apenas para os nossos problemas, necessidades, sonhos, e outras coisas relativas a nossa individualidade. Nossa falta de caridade virou um símbolo de nossa insensibilidade. Resumimos nossa caridade a um evangelismo de panfleto e das sobras do que vivemos. Somos superficiais, vivemos de aparência semelhante aos fariseus citados por Jesus que fazem seus sacrifícios para que os outros vejam. Somos muitas das vezes como o sacerdote da Parábola do Bom Samaritano - "Passamos de largo". Neste angulo, se não somos capazes de seguir o conselho do "Maravilhoso Conselheiro" e se não conseguimos identificar a caridade instruída pelo Senhor, como ouvir e discernir a sua voz?

O primeiro passo que dei em relação ao discernimento foi crer e conhecer as ações de Deus, encontrando Nele sempre uma comunicação que considera e responde a incapacitação humana. Deus sabe tanto que os humanos são incapazes que Ele veio a Terra, deu exemplos de sua caridade, mostrou sua missão a toda humanidade. Em momento algum o Senhor Jesus contrariou seus princípios para facilitar o discurso para ganhar mais pessoas, porém Ele mantinha-se acessível a todos, principalmente aos mais necessitados. Isso é um exemplo de comunicação do Senhor conosco. Por isso vamos citar alguns exemplos de sua fala direta e indireta com os seus:

1. Caridade (amor) - Deus demonstrou o apse do amor Dele em relação a humanidade ao enviar o Seu filho Jesus a vir a terra e morrer por nós. Do ponto de vista de Jesus, Ele deixou claro que a nossa prova de amor em Relação a Deus é a obediência. João 14:23 Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada. Também Jesus mantinha sempre uma relação de amor que constrangia os necessitados. Isso é um ensinamento precioso sobre as obras mediante fé.

2. Graça (demonstrou o favor a todos) - A graça é base para tudo. Ela é disposição do coração de Deus que enviou o seu Filho para redenção. A graça é o favor da relação incondicional de amor Dele em relação a humanidade. A graça é tanto a prova do que não merecemos o que temos como a virtude que opera para aquilo que podemos ser em Jesus

3. Coerência com Mensagem (pregou e viveu o que pregou) - Jesus é maior exemplo em todos os sentidos

4. Discipulado, (escolheu discípulos para dar continuidade ao legado) - Jesus não preocupou em fazer todas as coisas ao mesmo tempo, antes focou em sua missão e no discipulado. Essa é a obrigação cristã que Deus deixou claro e é a que mais omitimos

5. Humilde e Atencioso (Deus não desprezava ninguém) Jesus não tinha classe social, antes interagia e relacionava (relaciona) com todos, principalmente com aqueles considerados "marginalizados".

6. Oração e Jejum (Mesmo sendo o próprio Deus, ele demonstrava exemplos de oração) Ele alimentava o espírito mitigando a carne e buscando relacionamento através de disciplinas espirituais como Oração e Jejum.

7. Perceptível (Jesus entendia plenamente as relações da vida, intenções, aspirações) - Jesus sempre esta atento as coisas que eram propósito de Deus, e isso inclui diagnosticar as falsas intenções dos fariseus na época.

Nota: Existem inúmeros outros exemplos identificáveis na palavra de Deus.

Continuando

Algo marcante na vida de Cristo foi e é a sensibilidade Dele para com a vida nas extensões conceituais da humanidade. Passa pela compreensão das falhas humanas até o discernimento completo das relações mais complexas, dando a oportunidade do perdão para cada um de nós, desde que, reconheçamos através do arrependimento em nosso coração e pedimos a Ele o favor do perdão. O arrependimento pode vir inicialmente por causa da incredulidade (para os não cristãos) e depois de cristãos professos, pelo pecado. Só pedimos perdão pelo erro não intencional quando o Espírito Santo gera em nós uma consciência moral. Às vezes cometemos pecado sem ainda termos a noção do erro do ponto de vista de Deus, mas mesmo nessa situação O Espírito Santo gera em nós constrangimento para o arrependimento Jo 14:26 Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito

Nesta relação é bom frisar que Cristo sabe diferenciar o pecado do pecador, que mesmo pecando, terá sempre oportunidade Nele (Cristo) de se arrepender em seu coração e ser perdoado. Porém, muitos pecadores usam da idéia de premeditar o perdão. Pecam com a corrupta consciência de que Deus sempre irá perdoá-lo. Isso é iniqüidade. Os crentes desse comportamento são "sujeitos" sem nenhuma forma de vida que diferencie dos incrédulos. Não trazem esperança em suas vidas, ao contrário, só trazem a decepção e a materialização prática do que Satanás quer para as pessoas. Sonham com engodo da vida, fermentam seus desejos vaidosos com desculpas cristãs, maquinam o mal, são agentes diretos de Satanás para a destruição da família, desejosos da fama a qualquer preço, cheios de altares humanos, desvairados, promíscuos e insensivelmente egoístas por acreditarem no discurso de que Deus quer que sejamos felizes por nossos próprios meios.

Esta turma propaga a idéia corrompida de que Deus permite qualquer coisa por nossa felicidade, porém, a pessoa mistura seus sentimentos e sonhos pessoais com a pretensão de propor a si mesmo e aos outros suas vontades como se fossem a vontade de Deus. Vivem o evangelho antropocêntrico, ou seja, acham que a salvação gira em torno do homem. Estas pessoas não se converteram de fato, pelo contrário, mascaram seus desejos "mundanos" com falsos idealismos cristãos. Usam uma capa superficial de pessoa bem sucedida na fé, mas que esta cheia de si mesma e que tenta se justificar através dos seus supostos feitos. A concepção que tem permitido essa turma viver assim trata a Deus como segundo plano, como se Deus fosse escravo da vontade dos desejos do homem. Na verdade a maioria usa a Deus para se promover.

Para se ter idéia, ouvi de uma pessoa que estava separando da sua esposa que ele orou a Deus sobre a separação e que "deus" orientou a romper com o casamento, sem nenhum motivo justificado pela Bíblia. Depois de algum tempo, ao saber mais do conteúdo da história, percebi que o "sujeito" já estava "enamorado" com outra mulher. Ou seja, este era o tipo de resposta de Deus lhe convinha. Pior, ele continuou sustentando que estava certo para não ter que assumir os seus erros. A insensibilidade é assim: Sugere a nossa consciência o engano de que Deus vive para nossa vontade e não nós para a vontade Dele.

Nota: Na primeira edição deste texto, fui questionado pertinentemente por um irmão querido que me disse que o problema da insensibilidade está no fato de que ser sensível a voz de Deus é um "tanto quanto" subjetivo. Ele dizia isso baseado nas muitas correntes de ensinamentos que existem. Apesar de eu ter dito acima que Deus é tão justo e perfeito que ele compreende a incapacitação humana, eu não saberia responder a ninguém, se alguém, me pedisse para ensinar como ser sensível. Creio que não existe ensinamento para isso. Pela ótica humana, ele tem razão. É subjetivo. Agora, pela ótica das escrituras sagradas, podemos dizer que o caminho é a experiência pessoal diretamente com o Senhor e sua Palavra. Ou seja, ninguém saberá responder com exatidão qualquer padrão de sensibilidade, justamente porque a experiência pessoal não serve como norma para ninguém. Porém, Deus ensina por meio de sua palavra a via para se achegar a Ele.

Agora, sem a pretensão de ser professor, o que posso fazer é apontar alguns ensinamentos que me ajudaram a encontrar a referencia para discernir a sensibilidade em Deus. Para relacionarmos com Deus, a via sempre será Jesus. A bíblia diz: Jesus é o caminho a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai ao ser por mim. Esta afirmação é um ensinamento precioso que nos leva a pensar que para chegar ao Pai, precisamos em Jesus andar no caminho (caminho estreito), viver a verdade (A verdade é sua palavra que liberta) e ter a vida (vida eterna no presente). Então algumas conclusões são necessárias.

  • Fé - Não ha como iniciarmos qualquer relacionamento com Deus sem fé. Não existe cristianismo sem crer. Hb11: 6 Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam Também precisamos ter em mente que a fé é gerado pelo próprio e sua palavra. A bíblia diz em Romanos 10:17 Logo a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Cristo. Também diz em Hebreus 12:2 parte a Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, A construção em cima destes versículos nos permite a idéia de que fé vem pela palavra de Deus, e é gerada pelo próprio Deus para que Ele possa consumir. Ou seja, para que Ele possa cumprir sua fidelidade ao cumprir. A fé é a certeza do caráter de Deus. Ele nos ama sempre e sempre vai querer o nosso bem. A fé é uma ponta de fidelidade entre Deus e nós. Da parte de Deus sabemos que ele cumprirá, da nossa parte é que falhamos porque nossa desconfiança é que gera em nós a incredulidade. Então, a fé base fundamental para relacionamento com Deus em qualquer nível.
  • Arrependimento - A primeira pregação de Jesus e do maior profeta que o próprio Jesus diagnosticou, incluía: Arrependei-vos. Arrependimento é a porta de entrada do Reino de Deus com o nascimento de novo. Simbolizado pelo batismo. O arrependimento inicial exigido é o da incredulidade. Mateus 4:17 - “Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.”
  • Ser dependente de Deus - Ponto inicial reforçado no sermão do monte - "Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus" Mateus 5:3. O Reino de Deus tem total ligação com as “Bem aventuranças” do Sermão do Monte. Recomendo o Livro - Alma Nua do Pr Ivênio do Santos. Da nossa parte, ser dependente de Deus é o passo inicial para idéia de Governo de Deus. Aquele que depende é aquele que é governado por Deus.
  • Obediência e Relacionamento - Quando entendemos a essência dos dois mandamentos. Amar a Deus acima de todas as coisas trata de Relacionamento com Deus. Quando Jesus disse em Jo 14:21 Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele. Em outras palavras Jesus estava ensinando que a prova de amor é a obediência. Em outras palavras poderíamos dizer - Obedeça a Deus acima de todas as coisas. Ha muito ensinamento nisso No outro mandamento - Amar teu próximo como a ti mesmo. Ensinamento que trata de relacionamento com as pessoas. Reparem que primeiro falei sobre relacionamento com Deus para depois apontar sobre relacionamento com o irmão. Só conseguimos entender a essência dos dois mandamentos quando entendemos a importância do relacionamento para Deus. Ou seja, o amor sob ótica de Deus é fundamental para o relacionamento com Ele e com os irmãos. Em essência: Relacionamento Saudáveis. O Relacionamento com Deus e relacionamento com os irmãos.
  • Adoração (devoção) – Imitar a Cristo exige devoção. Quando disse acima que devemos identificar os mesmos pontos que sensibilizaram a Ele, quero dizer em outras palavras que precisamos ser imitadores Dele, Cristo. 1 Coríntios 11:1 Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo Nota: Quando me refiro a ser imitador, estou dizendo que esta implícito a renuncia, testemunho, a espiritualidade, o amor, e todas as outras coisas que conhecemos por intermédio Dele. Também quero frisar que uma das formas de Adorar é imitar.
  • Graça - Não é segredo para ninguém que a humanidade é cheia de defeitos e falhas, mas é completamente possível pelo tempo de graça que vivemos que o pecado não tenha domínio sobre nós. Jesus disse que é possível e pela construção da história bíblica relacionado com o real significado de graça, sabemos que é perfeitamente possível não vivermos sobre o domínio do pecado. A graça é base para entendermos esta maneira incondicional do amor de Deus pela humanidade. A Bíblia diz: Romanos 6:14 “Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e sim da graça.”

A sensibilidade não é matemática, mas pode ser plenamente exata desde que exista a leitura adequada das proposições Bíblicas. Então devemos crer. Ou seja, começar pela crença de que Deus é suficiente pessoal ao ponto de responder a existência de cada um. Envolve perceber que Jesus se preocupou com humanidade antes da sua vinda, durante a sua vinda e para sua volta. Neste caminho, a sensibilidade começa quando o aceitamos e passamos a identificar no curso da vida de Jesus desde inicio da humanidade (falo desde o inicio porque a Bíblia relata que tudo se fez por meio Dele), as mesmas situações que sensibilizaram a Ele. Com desenvolvimento da fé cristã, somos libertos do pecado a medida que vamos examinando a nós mesmos pelo olhar de Cristo em suas escrituras, propondo o culto racional baseado na vida de Cristo, sua missão e seu propósito eterno para humanidade. Em outros termos, entendermos o Propósito Eterno de Deus para nós. Romanos 8:29 - Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.

Resumidamente podemos compreender que Cristo se mostra apto a responder a todos com exemplos pela palavra, através de suas parábolas, a todos que se achegam a Ele, todos que reconhecidamente precisam Dele, e todos aqueles necessitam ouvir o tipo de resposta que certifica a presença de Deus na humanidade. E a finalidade de todas estas formas de comunicação através da vinda Dele é para o reconhecermos como diz em Matheus 16:16 E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. Todas estas coisas exigem uma posição de aceitá-lo como Senhor (dono), conhecê-lo através das escrituras e o principal, tentarem estabelecer relacionamento com Ele através da dependência (como é proposto pelo próprio Jesus). Por isso quando orarmos a Deus estamos propondo uma conversa com alguém que é Onisciente e a que a Bíblia refere-se a Ele como Maravilhoso Conselheiro. Nota: Cristo responderá do jeito que minha incapacidade compreenda sem contrariar seus princípios. O que estou dizendo é que Deus responderá a nossa incapacidade quando ela não for fruto de omissão.

Depois destes conselhos, na contramão daqueles que pensam que "vale tudo" na busca de ser feliz, o objetivo do cristão não é a busca da própria felicidade, mas ela como consequência da vontade de Deus. E a vontade de Deus é voltarmos para essência de seu propósito. Se necessário for, abrimos mão da nossa própria felicidade para fazermos a vontade de Deus. Essa é nossa essência, Deus acima de todas as coisas, no centro do nosso coração como dono e nós como filhos dependentes Dele. Esta é a receita para uma vida de sensibilidade. Para vivermos assim é necessário ter consciência de que Deus quer que sejamos felizes, mas não pelo nosso próprio meio.

Vejo que muitos dos "novos" cristãos são pessoas com boas intenções, porém sem muita noção do que evangelho realmente representa. O evangelho é a consolidação da boa notícia de que O Reino de Deus é chegado a nós através de Cristo. Jesus veio para nos libertar do Reino Satânico, convergindo a todo aquele que crê para o propósito eterno de Deus que é sermos iguais ao próprio Jesus. A redenção é apenas um meio para seu Propósito. Isso reforça e consolida a idéia de que não precisamos fazer qualquer coisa pela nossa felicidade, mas devemos deixar Cristo fazer tudo em nós, e isso inclui até a escolha de nossa felicidade.

Quero ressaltar que, Independente das vias, um dos principais objetivos de Satanás é tornar o cristão insensível a real vontade de Deus para humanidade, colocando-a em um plano superficial no coração do homem e confundindo as pessoas com o egoísmo de que precisamos lutar por nossa felicidade. Não se engane, todas as formas, minuciosamente ou não, o inimigo tentará minar nossa sensibilidade em Deus desviando o foco, trazendo falsas sensações que satisfaça apenas o momento. O desafio para sincronizarmos a vontade de Deus em nossa vida passa pela constante renuncia de nossa vontade para vivermos a vontade Dele. SANTIFICAÇÃO. A consolidação do ser Cristão separado, onde não há razão sem Cristo.

Servir a Deus é por esforço. Exige estar sensível e constantemente atento em nosso dia a dia não conformando (insensibilidade) com os odores do pecado, antes posicionando em relação à humanidade. E como crentes que somos crer é essencial. Sem fé é impossível relacionar com Deus. Sem fé é impossível agradar a Deus. Esta é a nossa forma de mostrarmos que ouvimos seu chamado, crendo e obedecendo através da fé

Essencial é estarmos sensivelmente "aptos" ao discernimento da voz do Senhor, entendendo que a mesma não se difere em nada daquilo que ele já propôs na Escritura Sagrada, antes, é simples e direta em suas mensagens.

domingo, 20 de setembro de 2009

Nunca pensei...

Nunca pensei que encontraria cristãos que odeiam. Por mais que pareça normal nos dias de hoje, ódio vindo de um cristão é inaceitável. Ainda mais pelas concepções malucas que cada um tem em sua cabeça, ja que acreditam que por serem filho do Deus os torna indiretamente donos do mundo. Parecem bruxos e macumbeiros orando uns contra os outros. "Deus, ao Senhor pertence a vingança. Então vingue daquele que é contra mim". E olha que a Bíblia fala em Tiago 3:12 assim Meus irmãos, pode acaso uma figueira produzir azeitonas, ou uma videira figos? Nem tampouco pode uma fonte de água salgada dar água doce

Nunca pensei em ver acusações entre cristãos por meios de comunicação. Pastores "famosos" que usam seu espaço para falar mal de pessoas e de denominações. Largaram o espaço que eram usados inicialmente pela missão da Igreja para usá-los aos seus próprios fins. E pior, acham que isso de fato acrescenta a vida de alguem. Perderam a essência e agora vendem ilusão. Tenho nojo!
Segui a paz com todos . . . nem haja alguma raiz de amargura que, brotando, vos perturbe” (Hebreus 12:14-15).

Nunca pensei que ambiente cristão viraria mercado gospel. Lembro de conselhos dos pastores que incentivavam o talento dizendo que nosso galardão era o Céu, e que o reconhecimento ministerial estava relacionado inteiramente com a nossa vida diante do altar de Deus. Hoje é preciso apenas carisma, voz bonita e uma boa interpretação para ser um candidato potencial ao ministério. Na mente deturpada deles, tratam o evangelho como se fosse produto para venda. II Timóteo 2:15
Procura apresentar-te diante de Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, ...

Nunca pensei que iria presenciar irmãs usando mini-saias, ficando com crentes e não crentes. Jovens "crentes" se propondo a uma vida promíscua, completamente diferente do que é e foi a vida de Cristo. Saem com seus carros "lustrados" e ficam "observando" as moças na rua, brincando com os jargões cristãos como se as palavras purificassem as intenções: "Nussa! Essa varoa é saudável. Ela me serve."

Nunca pensei que algumas igrejas iriam distribuir camisinhas nas suas congregações porque o indice de gravidez é muito grande e ja não conseguem controlar o "apetite" sexual dos seus jovens. Na cabeça dos líderes camisinha é a solução para "remediar" esta realidade. Meu Deus!!

Nunca pensei que líderes de Igrejas fariam festas com "fitinhas coloridas" indicando seu "estado civil" e que os liberados seriam incentivados ao namoro repentino. Festa do Sinal...

Nunca pensei que participaria de eventos cristãos onde o ministrante falaria girias e palavras torpes. E mais, todos a "platéia cristã" fingiram que não ouviram, apenas porque o "pregador" é famoso. Omissão é corrupção moral.

Nunca pensei em escrever essas coisas porque sempre acreditei que as coisas evoluem. Estupidez minha! A evolução influenciada pelo mundo é negativa e em nada tem a ver com Cristo.

Sempre pensei que a verdadeira Evolução Cristã é estar a cada dia mais parecido com Cristo, mesmo que para isso seja necessário andar completamente oposto deste mundo.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Banda Karpo - Pela Graça

Pela graça sois salvos mediante a fé, isto não vem de vós é dom de Deus...

terça-feira, 18 de agosto de 2009

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Eu indico [12]

Algumas indicações sobre postagens a respeito desse escandalo (velho escandalo) que envolve o Edir Macedo. Segue os links e vídeos

Eu teria vergonha em ser da IURD...

“Ou dá, ou desce”.

UNIVERSAL X REDE GLOBO

Tbem um post do Blog do Ciro - O bispo universal e o missionário internacional

E mais abaixo o video do Edir Macedo ensinando...

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Hilsong na Mira da lei


Capa da revista "Eclésia", edição 135, que traz a matéria sobre o Ministério Hillsong No Brasil, suas músicas são conhecidas pelo estilo atraente, dinâmico e vibrante. Tanto cá como lá fora seus CDs e DVDs são o expoente máximo da adoração contemporânea, que introduziu no gospel dos anos 90 o conceito de “adoradores extravagantes”. Mas cada vez mais, o Ministério Hillsong provoca desconfiança em seu país, a Austrália, onde 60% da população se diz protestante, nos Estados Unidos e Europa. Isso porque as denúncias de abusos e escândalos parecem não ter fim. A começar pela administração daquilo que o ministério fatura. Se por aqui há um tremendo clamor por causa de irregularidades com alguns milhares de dólares, imagine lá, onde o Hillsong declara ter faturado no ano passado mais de US$ 70 milhões, mas usado apenas 2 milhões para os trabalhos sociais, principal destinação de suas entrada

Além de ministério de louvor, Hillsong (ou Som das Montanhas, em português) é a mais poderosa das igrejas da Associação Australiana das Assembléias de Deus. Apesar da beleza e da profundidade de algumas de suas canções, como Shout to the Lord (Aclame ao Senhor, em português). a denominação é acusada de promover a Teologia da Prosperidade e ter se transformado em um dos maiores impérios financeiro-religiosos do mundo. As acusações começaram no final dos anos 1980, mas ganharam força em 2000, quando o pastor William Francis Houston – pai do líder da igreja, pastor Brian Houston – confessou ter abusado sexualmente de um menino. Apesar de ter perdido sua credenciaI, a igreja abafou a polêmica e não relatou nada às autoridades locais.

O estilo de vida promovido pela igreja é outra fonte de perturbação. Bobbie Houston, esposa de Brian e pastora líder das mulheres, por exemplo, lançou recentemente uma pregação com o título: “As mulheres do Reino de Deus amam sexo”. Gravada em mp3 num dos congressos femininos internacionais da denominação, o que permite que seja baixada pela internet, a mensagem traz pérolas como: “Façam exercícios. Se estou gorda, sinto-me como uma retardada” e “Meninas, também não esqueçam das cirurgias plásticas e dos exercícios pélvicos”.

Finalmente; no ano passado, o Hillsong convidou o pastor Michael Guglielmucci, pastor de jovens da Igreja Planet Shakers, para participar da gravação de seu mais novo álbum This is Our God (Este é o Nosso Deus). Guglielmucci dizia sofrer de câncer terminal desde 2006 e causou enorme comoção ao aparecer cantando a música The Healer (Aquele que Cura) com um tubo de oxigênio no nariz. Em seguida, porém, não agüentando uma crise de consciência, ele revelou a verdade: “Não tenho nenhum câncer. Forjei a história e enganei até minha esposa e família para encobrir minha verdadeira doença: sou viciado em pornografia. Esse problema, sim, abalou minha saúde e me debilitou emocionalmente”. (MS)

Noticia retirada Efrata Music Editora

sábado, 1 de agosto de 2009

QUEM QUER SER UM MILIONÁRIO?

Eu estava visitando os Blogs parceiros e vi este post no Cristianismo Radical - QUEM QUER SER UM MILIONÁRIO?

Enfim... Que dureza, hein?

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Entrevista

Segue abaixo a publicação de uma entrevista com tendencia desrespeitosa em relação ao Julio Severo. Segue o link Combustão espontânea

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Teologia da Prosperidade: Marketing na Igreja

Introdução
Para muitos evangélicos este é um tema "polêmico" e que divide opiniões. Nos últimos anos é sempre motivo para textos intermináveis sobre a Teologia da Prosperidade. Derivado deste assunto, a proposta deste post é Refletir sobre o Marketing na Igreja. Particularmente, eu conheço alguns líderes que usam o marketing como estratégia para valorizar suas ações. Eles acreditam que essas estratégias e ações são capazes de tornar o produto mais atraente. Basicamente consiste numa espécie de elaboração criativa de como "persuadir" os possíveis compradores, no caso da Igreja, os possíveis fiéis. Os mesmos justificam com a idéia de que essa "metodologia" é para tornar o Evangelho numa linguagem correspondente aos dias atuais. Quem é da área sabe usar isso muito bem.

Porém, pergunto: Deus está ultrapassado? Ele não tem uma mensagem específica que independente do Tempo? De qualquer maneira vamos considerar algumas coisas a seguir.

Diagnóstico
Uma prática que tem ficado comum nas igrejas são as estratégias de Marketing nas congregações. Encontros, Eventos, Congressos, Campanhas e todas as situações possíveis para tentar manter a Igreja com a agenda cheia de atrações. Propõe aos seguidores um evangelho mais "moderno" do ponto de vista da Sociedade justificando suas intenções em uma inovação que mais prejudica do que ajuda. Aos poucos, em uma visão de empreendedorismo, a Igreja tem tomado ares de uma empresa. Porém a aceitação e a utilização de alguns destes meios na forma de gestão de uma igreja traz conseqüências irreversíveis para a mesma.

Conseqüências
Ser cristão esta ligado inteiramente ao modo de vida que prima pelo exemplo de conduta, onde os valores e atributos estão acima daquilo que a humanidade tem por referencia. E uma das maiores características do Cristianismo e que tbem representa estes atributos é a Graça Salvífica. Todo contexto que se relaciona com a definição de Graça esta completamente amparada em uma idéia de Favor dispensado não merecido por qualquer atitude humana, mas por Amor Incondicional Divino. Este valor evidencia o Evangelho e conflita com as idéias de um "Cristianismo de Mercado". Toda e qualquer relação do Evangelho com algum preço, especificamente o preço de Salvação, Cristo pagou quando se sacrificou na Cruz pela humanidade. Ou seja, enquanto a humanidade estabelece preços por sua felicidade, amor e qualquer outra coisa, nós estabelecemos um preço que já foi pago por valores não corruptíveis como dinheiro. Talvez este seja o maior problema do marketing na igreja., pois as estratégias tendem a tornar a Igreja em um produto de Mercado, e assim como todo marketing, criam produtos com referencias irreais e que opõe os valores Cristãos. Ainda mais se levarmos em conta o fator "defraudaçã"o que atribuem qualidades inexistentes apenas para criar uma Imagem e expectativa, expectativa que não pode ser correspondida.

Leitura rápida sugerida O EVANGELHO BU$INE$$ - Pr Altair Germano

Maketing da Benevolência
Outra ação muito conhecida e condenada pela Bíblia esta em Mateus 6 Versículos:

1Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus. "
2 Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.
3 Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita,
4 para que a tua esmola seja dada ocultamente, e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.


Nesse caso são aqueles que fazem questão por alguma razão de mostrar que fazem obras sociais. A bíblia deixa muito claro que qualquer glória lhe rouba o galardão vindouro.

Existem aqueles que usam de propagandas apelativas no intuito de atrair as pessoas por suas obrigações cristãs. Não é difícil lembrar de exemplos, talvez os mais usados sejam as famosas "campanhas" dentro das Igrejas. Exploram o desconhecimento interpretativo da Bíblia propondo símbolos para "certificar" a fé. Tipo sal, flor, cajados, etc. Algumas dessas campanhas elevam o nível de deturpação chegando a vender produtos. Em outros casos, aproveitam da necessidade de obras sociais e criam produtos para explorar essa necessidade e assim vender. Os famosos exemplos de CDs de grupos de "adoração" que usam do apelo e fazem promessas de doar sua vendagem para missão. Anunciam a todos que irão investir em Missões. Nesses casos a idéia conflita com Texto de Mateus. Obs.: Nesses casos eu atesto que existem pessoas que desenvolvem um trabalho sério, porém a maioria usa destes artíficios para vender seus "produtos" com mais facilidade.

Concluindo
Mesmo que enumerando e até identificando alguns casos, não é possível compreender todos os danos causados. Entretanto é perfeitamente possível propor a solução. Ela é unica, exclusiva, artesanal, compreendida por atitudes de renuncia em favor do Evangelho de Cristo. Ela nasce na vinda do Salvador e sua proposta do Reino de Deus. Só existe um anuncio sobre: "Arrependei-vos, é chegado o reino dos céus!”

Fator que só pode ser compreendido por aqueles que de fato entendem que o Evangelho é gratuito, por aqueles que entendem que a Comunidade denominacional é uma extensão da Igreja Pessoa, por aqueles que de fato entendem que o Evangelho apregoa a igualdade, por aqueles que passam a amar a Cristo porque Ele simplesmente nos amou primeiro e não porque tem bênçãos em um Mercado. As marcas do Evangelho são conseqüências de vivê-lo e o nosso testemunho já é por si todo "marketing" necessário.

Espero que tenha contribuído.

--
Daniel Moreira



terça-feira, 21 de julho de 2009

Abandono momentaneo

Pessoal,

este blog esta de férias... Em breve estarei de volta com muita coisa nova, inclusive pra mim.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Finalistas do showveiro - Análise

Final do Showveiro

Uma análise simples dos finalistas do Showveiros:

Welton Soares
Positivo: Carismático, emotivo e envolvente. Tem como ponto forte a interpretação de músicas lentas. Sua história de vida ja o credencia como vitorioso.
Quando ele canta, sua música demonstra uma gratidão a Deus que contagia quem o ouve. Forte candidato que pode surpreender.
Negativo: Semitona em algumas notas.

Eli Soares
Positivo: Indescritivelmente talentoso, técnico e ousado. Tem como ponto forte o Black Music
Suas apresentação é de alto nível profissional, alem criar ótimas impressões com releituras próprias. Favorito por ser o melhor.
Negativo: Por ser incrivelmente talentoso, todos esperam dele sempre as melhores apresentações. Pode perder para si mesmo por ser confiante demais.

Rafaela Ximendes
Positivo: Voz meiga, carismática e singela. Seu ponto forte são musicas de características mais serena. Tbem se fortaleceu pela votação.
Suas apresentações sempre criam a expectativa de que ela pode crescer mais. Se fosse por votação, possivelmente seria a favorita.
Negativo: Não tem explosão vocal. Se a música cresce, ela não consegue corresponder

Segue o link para os vídeos dos candidatos e a enquete que vale a classificação para a final. Clique em Showveiro

--
Daniel Moreira

Espanhóis criam a primeira igreja evangélica gay do país

Anelise Infante

De Madri para a BBC Brasil

Grupo gay

A igreja do grupo homossexual espanhol pretende até casar ateus

Um grupo de cerca de cem homossexuais espanhóis anunciou a criação da primeira comunidade religiosa para gays, lésbicas, bissexuais e transexuais – a Primeira Igreja Protestante Inclusiva.

O grupo se define como “uma organização evangélica que não pretende discriminar ninguém por opção sexual ou credo” e pretende formar pastores, oferecer cultos e casar homossexuais, inclusive ateus.

Os criadores da igreja afirmaram que já têm preparados os estatutos da nova instituição e pedirão, ainda esta semana, a inscrição na Direção Geral de Assuntos Religiosos do Ministério da Justiça da Espanha.

Este pedido pode iniciar uma disputa legal com a Federação Espanhola de Igrejas Evangélicas, organização que reúne as 2,3 mil organizações que professam esta religião no país.

“A princípio não damos crédito a essa notícia. Eles primeiro têm que demonstrar que realizam atividades religiosas e aí veremos se o Ministério de Justiça admite ou não o pedido”. “

“Se forem aceitos e usarem o nome Evangélico, protestaremos com medidas legais, porque seria um uso indevido”, disse à BBC Brasil o diretor da Federação Espanhola de Igrejas Evangélicas, Jorge Fernández.

Casamento gay

A Federação Evangélica anunciou em 2005 a sua oposição ao casamento entre homossexuais, aprovado neste ano na Constituição espanhola.

A Conferência Episcopal da Espanha também foi contra a aprovação do casamento entre homossexuais e critica a nova igreja gay.

“Para começar, não sei como dizem que formarão novos sacerdotes, porque os evangélicoss não possuem ordem sacerdotal, mas um pastor que dirige a oração”, disse à BBC Brasil o responsável pelo grupo de ecumenismo da Conferência Episcopal, Vicente Sastre.

“É certo que algumas comunidades anglicanas americanas ordenaram sacerdotes homossexuais, mas houve tanto conflito e polêmica que estes grupos estão a ponto da ruptura. Em todo caso, a igreja católica tem uma postura clara sobre este assunto baseada no Novo Testamento”.

Apesar das críticas, o Grupo Gay Evangélico da Espanha pretende insistir com a nova igreja.

“Seremos a mais democrática das igrejas. Não é um projeto mediático, mas necessário, porque 99% das igrejas evangélicas espanholas nos impedem de receber os sacramentos e muitas delas nem nos deixam entrar”, afirmou à BBC Brasil o porta-voz do grupo, Andrés de la Portilla.

Reuniões secretas

“Além disso, essa nova instituição ajudaria a acabar com muitas mentiras e hipocrisias, principalmente dentro de ambientes religiosos”, completou.

Segundo o porta-voz, o Grupo Gay Evangélico existe há 20 anos, mas ainda há muitas ameaças e represálias “tanto de setores eclesiásticos como laicos”.

Por isso as reuniões sempre são secretas, e o endereço definitivo da nova igreja só será anunciado quando as medidas legais e de segurança estiverem garantidas.

O que está confirmado é que a igreja ficará sediada na cidade valenciana de Sagunto, no litoral mediterrâneo, por sua localização estratégica, próxima a lugares frequentados abertamente por gays como Ibiza e Barcelona.

domingo, 24 de maio de 2009

Thalles - Deus do Impossível

Essa música foi gravada a um tempo atrás na voz do Proprio Thalles no extinto conjunto muito mais... Vale a pena conferir

domingo, 17 de maio de 2009

Não estou bem, mas sinto-me ótimo !




É muito chato ter que “estar bem” o tempo todo.

Pra maioria das pessoas estar bem, é ter sempre uma voz animada e um rosto otimista e feliz.

Ainda mais pra quem trabalha na área comercial como eu.

Nossos chefes, amigos, familiares, cônjuges, todos cobram isso de nós indireta ou inconscientemente.

Hoje à tarde me dei o direito, de não estar bem, embora me sinta ótimo.

Acho que parte de minha liberdade e individualidade é optar pela solitude.

Não, não estou desanimado com a vida, pelo contrário, estou é agradecido, por tudo o que está acontecendo comigo, não estou triste, estou reflexivo.

Percebi que na correria do dia a dia preciso disso.
Tenho necessidade de me calar. Não triste apenas quieto.

Vez por outra esse sentimento espontaneamente aparece e arrebata minha alma, interfere na rotina, me inspira, enche minha alma de expectativas, aspirações e suspiros, parece até que tenho o céu, a eternidade dentro do peito.

É como diz o sábio Rubem Alves:

“Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses”


O profeta Jeremias diz que é bom para o homem aguardar pelo Senhor em silencio e quietude. (leia por favor Lamentações 3:26 - 29)

O fato é que muitos, cristãos não entenderam o bem que existe na pausa.

Não gostam de parar, não gostam disso porque se param, começam a olhar pra dentro de si, e quando olham não gostam do que vêem, então não param.

Inclusive na igreja, ergue a mão, senta, levanta, diga pro seu irmão, bata palmas bem forte e por aí vai, o que não pode é parar, todos devem “estar bem”.

Em igrejas assim não há lugar pra gemidos, ou choro, ou tristezas, apenas para a performance.

Hoje to quieto, e do meu jeito, to bem.

To esperando pra ver o que Deus fará comigo nesse momento decisivo que estou vivendo.

Faz tempo que parei de me cobrar uma oração muito falada e cheia de argumentações na tentativa inconsciente de convencer Deus de alguma coisa, onde a alma não diz nada.

Prefiro fechar minha boca, para que minha alma nostalgica fale alto aos ouvidos Dele.

Hoje minha oração, é meu coração apertado e contrito, e minha disponibilidade para Ele.

...Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus ...

(extraído Mente Livre)

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Todas as vezes que ouço a tua voz

Eli Soares mandando interpretando uma releitura própria de "Todas as vezes que ouço a tua voz"



Todas as vezes que eu ouço a tua voz
No silencio do meu coração
Sinto tanta paz, sinto tanta certeza
Do teu grande amor por mim Senhor

É impossível pra alguém que provou o teu amor
E depois deixou, sim é impossível pra este alguém
Encontrar um amor maior que o de Jesus

Não vale a pena tentar
Não é possível encontrar
Um amor maior que o teu

É como correr atrás do vento
É como querer conter a fúria do oceano
É impossível
É como querer chorar sem dor
É como não sentir saudade
Em tudo aquilo que ficou
É impossível não te amar Deus

Ensaio de uma das musicas CD MPBblack VOL 2

Jaiminho Silva e Ramon Goulart, ensaiando uma das musicas para a gravação ao vivo do Cd MPBblack vol 2 - que acontecerá na Mocidade da Igreja Batista da Lagoinha, dia 9 de maio de 2009 às 19 h. Vale a pena conferir

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Eu indico [11]

A primeira indicação de hoje é do Blog do Julio Severo " É tempo de comprometimento e precisamos reafirmar o óbvio: Deus requer que os líderes obedeçam as regras! "

A outra indicação é do blog do Guilherme Porque usar a ciencia para testar a Deus?

Caiu a Babilônia

Estive pensando...

Estive pensando nestes últimos dias porque tenho a sensação de que a pregação cristã serve para a própria Igreja. É como se ela mesma apresentasse argumentos convincentes contra a sua própria conduta. Nesse angulo é impossível não apresentar tbem a critica como parte da pregação cristã, ja que a mesma acaba se tornando uma retribuição justa para a conduta imprópria que a própria Igreja faz quando tentar forçar os homens a se comportarem ao seu modo, deixando de focar nos objetivos cristãos.

Parte dessa instituição não parece ter como missão a salvação das almas. O foco é trazerem pessoas para sua denominação. Para isso, tornam-se modeláveis de acordo com objetivo. Algumas complacentes demais, outras exigentes demais. Elaboram normas para tentar manter alguns fieis na linha. Na maioria das vezes, abrem a discussão em suas assembleias para a burocracia interna e picoinha. Talvez seja por isso que as igrejas criaram a tal "Disciplina". Aquela punição que parece um liquido para se tomar. "Fulano de tal tomou disciplina porque engravidou a menina." Fica parecendo que daquele dia em diante o liquido mudará a vida da pessoa. Disciplina pode servir para um clube, uma organização, para qualquer outra coisa, mas nunca servirá para mudar a vida de uma pessoa. Para transformação, existe apenas uma coisa: Arrependimento em Cristo! Agora se concordam que a igreja esta muito mais associada com clube, obviamente a disciplina é metodo. Ineficaz, mas um metódo.

Do ponto de vista cristão, mudar o comportamento não é tarefa para punições. Disciplinar uma pessoa apenas com a punição é apenas outra estupidez. Porque nesse caso a punição esta competindo com o pecado, e neste ângulo, o prazer do pecado é mais eficiente. Para a transformação, somente a graça e o amor genuínos podem comover o coração para que uma pessoa anseie a mudança. Se a intenção é recuperação da pessoa, o mais certo a se fazer é cuidar das "chagas" e deixar esta pessoa mais perto. E mais, se o disciplinado se arrepender no mesmo dia, os meses de disciplina só servem para dar satisfação aos legalistas. Mudar o comportamento tem que nascer na ação de Deus dentro do coração da pessoa e não na ação da Instituição.

Tem aquelas igrejas que aceitam o pecado por acreditar que a graça permite essa idéia. Como se a graça e o amor fossem as ferramentas para que praticantes do pecado sem arrependimento pudessem viver segundo a sua própria vontade. Devem pensar: "Deus é amor, sua graça esta em meu favor, por isso ele perdoa" Isso é graça barata e amor banal, e em nada esta relacionado com Cristo.

Devido a grande facilidade de discurso que abaixa o nivel da moralidade cristã, o contexto de Igreja nestes últimos dias tem se misturado com a tendência corrupta deste mundo. Deturpam e banalizam valores da fé cristã. Contemporizam, voltam suas estratégias para recursos do sistema secular, passam a crer em um formato de Igreja que valorizam a quantidade recrutando apenas simpatizantes da fé - pessoas que encontram no tempo religioso um lugar para "massagear o ego com promessas" ou mesmo para sua terapia e auto-motivação. Por conseqüência, a igreja tomou um novo significado, Igreja Moderna - Cristãos vazios e religiosos procurando respostas para suas necessidades de momento, satisfação pessoal e realização de seus desejos. A essência que fundamenta a fé foi perdida no caminho. Parte dessa deturpação do sentido genuíno do evangelho deu-se pelo rebaixamento do nível de conhecimento e da moralidade para tornar o discurso mais atraente para a humanidade.

O intuito dessa reflexão é para mostrar que a forma humana de fazer igreja esta mais focada em dar mais satisfação para pessoas do que propriamento cuidar de pessoas. Pois se o interesse fosse cuidar de pessoas, a igreja estaria muito mais fora do que dentro de um templo. Cuidar de pessoas exige estar perto para acolher e atento para repreender. Não apenas discutir assuntos achando que a Igreja que Cristo estabeleceu esta no mesmo nível de todas as outras instituições. Quando propomos a discussão de forma natural, sem considerar a Bíblia como a Palavra de Deus para definirmos qualquer coisa, estamos propondo uma forma de sermos igreja extremamente humana, ineficiente e banal, baseada em leis onde não há justificação.

Talvez seja interessante para os objetivos dos homens manter uma igreja nesses moldes, onde a qualificação não é ser cristão no sentido artesanal, onde o barro é modelado pelas mãos do oleiro. Na concepção moderna, a quantidade é a garantia de satifasção financeira e a proibição é marginalizada como algo que impede as pessoas de serem felizes. Porem, para aqueles que consideram a igreja como instituição divina, a elevação do conhecimento cristão não passa apenas por considerar as crendices humanas, mas por crer plenamente que a palavra é referencia de conhecimento para toda humanidade.

Notas sobre alguns comentários

Inicialmente a intenção desta nota é para frisar sobre uma das postagens aqui do Blog - Faixa de Apoio ao Mário de Oliveira. Em um pouco mais de um ano, o assunto rendeu várias mensagens de pessoas que discordam com relação a vida cristã do Mário de Oliveira. Pessoas que de certa forma sentem-se lesadas por ele. Situação ilusitada, porque a maioria dos comentários não consideram o texto da postagem, apenas a pessoa citada. Desconfortável para mim, porque apesar de não gostar de censurar, alguns dos comentários lançados são impublicáveis e tive que negar a publicação.

O sentimento das pessoas que escrevem misturam uma éspecie de decepção, raiva, frustração, descontrole emocional e certa forma uma paixão. Sentimentos exagerados que descrevem uma éspecie de julgamento a pessoa. Esses sentimentos me levam a pensar e abordar sobre algumas coisas:
  1. As pessoas precisam entender que mesmo que alguem te decepcione, traia, magoe e outras coisas de mesma intensidade, a solução não passa por ofender, xingar e denegrir a imagem de alguem. Mesmo que esse alguem esteja errado.
  2. Não podemos confundir protestantismo com revolta. Os cristãos não são pessoas revoltadas que não medem palavras para a maldiçoar.

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Eu Tenho Esperança!


Não sou utópico. Não tenho ilusões sobre o caráter do mundo e das pessoas, nem tento me convencer de que as coisas não estão tão ruins. Pois as coisas estão mesmo muito ruins. Não sou um otimista irracional, seja do tipo triunfalista-religioso, seja do tipo progressista-secular. Não penso que as coisas darão certo se mantivermos o pensamento positivo, ou se dermos educação ao povo, nem tenho certeza de que as coisas sempre darão certo para mim no futuro.

Mas também não sou cínico. Nem por isso sou cínico. Não posso me defender da decepção reprimindo os meus sonhos! Não quero manter na boca o gosto amargo das frustrações do passado. Não me rio da alegria inocente de quem sofreu pouco, nem desconfio da alegria serena de quem sofreu muito. Não posso permitir que o mal que me cerca cegue as minhas vistas ao bem sobre o qual estou de pé...

Então, o que sou?

Sou cristão. Não sou utópico nem cínico, porque através da nuvem de maldade, feiúra e falsidade - que está aí, não nego - eu vejo a luz da bondade, da beleza e da verdade! Porque quando aspiro a fumaça deste ar impuro eu sinto o oxigênio, e o respiro; porque no fundo da realidade inteira, na sua fonte oculta e profundíssima o que habita é a alegria absoluta, o amor original, e a imortalidade de tudo o que é digno, santo e valioso neste mundo!

Por isso creio na Igreja, como diz o Credo Apostólico. Eu creio na Santa Igreja Universal porque através desse frágil vitral trincado brilha uma luz divina. Sei que ele está rachado, mas sei mais ainda que uma luz o atravessa e vai parar colorida sobre o meu corpo. Eu tenho esperança na Igreja porque pedras quebram vidraças, mas não apagam o Sol da Justiça. Então não lançarei pedras, nem fecharei meus olhos, nem fugirei para o escuro; consertarei vidraças e farei vitrais!

Eu creio na Igreja porque a Igreja é a nação da esperança; porque ela aprendeu a ver o fundo do universo, descobriu a fonte da luz, sentiu o oxigênio em seus pulmões. A Igreja deixa a alegria entrar sem prender a respiração, como os cínicos medrosos, com seu bem-informado pessimismo cosmológico. E assim, saciando-se de alegria como de uma fonte invisível, a igreja dá esperança!

A Esperança é um dom divino. Ela não confunde, "porque o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi outorgado". A Esperança não sabe se ainda vai chorar muito ou pouco, mas sabe que um dia saltará de alegria. Porque no Espírito, ela já vive esse dia.

Eu creio na Igreja porque tenho Esperança.
E a esperança não será frustrada...
porque é a obra do Espírito Santo!

extraído do Blog Guilherme de Carvalho

Notas em 2008



Algumas coisas que foram notadas na experiencia de "blogar" em 2008.
  1. As postagens menores são mais visualizadas, e de certa forma tem mais receptividade;
  2. Os assuntos polêmicos tem muita audiência, cabe a nós usá-los para reflexão;
  3. Ter links de blogs que pensam diferentes de nós não é traição ao que pensamos, apenas demonstra que estamos abertos a discussão e que os mesmos tbem tem capacidade de nos ensinar;
  4. Indicar postagens de outros parceiros tbem é uma forma de reflexão;
  5. O blog é um ferramenta missionária de muito valor;
  6. Pelo crescimento do blog e pela irresponsabilidade dos "anonimos" ficou impossível não moderar comentários;
  7. Quanto mais postamos, maior se torna responsabilidade daquele que a produz.
No mais, até mais