segunda-feira, 31 de março de 2008

Testemunho: Como Farol...

Quero apenas certificar que Deus usa de meios que sequer imaginamos para alcançar as almas. A seguir vc poderá conferir um dos metódos infinitos de Deus para lançar a semente. Acompanhe o vídeo abaixo:


quinta-feira, 27 de março de 2008

Polemica: Proibida novamente a comercialização do novo CD de Cassiane

Saiu a publicação da decisão do agravo Cassiane x MK Music.

A cantora está proibida de comercializar o CD "Faça a Diferença" até o final do processo.

Para ler o texto da decisão do agravo (de 18 de março de 2008), na íntegra, clique aqui. (Arquivo em PDF. É necessário estar instalado o programa Adobe Reader ou Foxit Reader para ler o documento).

Fonte: www.tj.rj.gov.br
processo: 2008.002.05016
2ª instância

(extraído do site O Verbo)

Versão "evangélica" da musica Creuuu!!!



Incrível a capacidade de aparecer essas coisas!!

quarta-feira, 26 de março de 2008

Charge e Reflexão: TEOLOGIA DA PROSPERIDADE

(A charge foi extraída do Blog Humor Cristão)

A concepção de Ministério Bem Sucedido para muitos é a prosperidade. Simplesmente a Bíblia e seus fundamentos deixaram de ser prioridade para os líderes. O alvo para muitos não são mais as conversões genuínas de pessoas e sim a quantidade de simpatizantes sem importar com o fator de mudança na vidas dos crentes. A Bíblia virou segundo plano. O que vale é soma de dizimos, ofertas e ajudas financeiras que uma igreja pode juntar. Se tem um programa de televisão, rádio e até outros meios de comunicação é Deus fazendo aquele Ministério prevalecer. Ser franscicano? Que nada! Se avaliarem verão que gastam mais dinheiro nesses meios do que na velha e boa Missão de Campo.

Um do problemas esta na idéia de liberdade de pensamento onde a Bíblia ganha um significado para cada realidade. Cada lider faz a sua própria interpretação da Bíblia. E nesta liberdade, permitiu uma visão moderna de situações do dia a dia que distorce a veracidade da palavra de Deus quanto a humanidade e sua aplicação prática. As pessoas acreditam que a Bíblia precisa se adaptar o tempo, a cultura e tudo que vier. Na verdade não, porque se assim fosse, nós cristãos poderíamos consideram Maomé como profeta. A Bíblia esta acima de tempo, cultura, religião e tudo. Precisamos refletir sobre isso.

De qualquer forma a charge ilustra bem a realidade da Igreja Evangélica. Chega a cansar o tanto que temos que repetir e tratar de um assunto que deveria ser óbvio para todo Cristão que preza a Bíblia como prioridade de conhecimento da Verdade; E Jesus não mostra a "verdade" como um objetivo ilusório e inatingível. Ele diz: "Conhecereis a verdade". Diz isso porque a verdade é que nos ajuda a diagnosticar independente do tempo, as heresias como a ilustrada na charge acima


Ex-Estrela Porno converte-se a Jesus Cristo e abandona a indústria do sexo

Uma ex-estrela porno abandonou a indústria do sexo, começando uma nova vida como estudante universitária e fazendo trabalho de secretariado numa igreja, anunciou um grupo que ministra a trabalhadoras do sexo.

Sophia Lynn, 24 anos de idade, ajuda agora na Celebrate Community Church em Sioux Falls, Dakota do Sul, EUA, onde ela trabalha enquanto frequenta a universidade. Esta igreja ofereceu a Lynn um lugar para viver, uma bolsa de estudos universitária, e um trabalho nos escritórios da igreja quando souberam que ela queria abandonar o negócio do sexo.

“Isto é como um sonho,” disse Lynn no seu novo lar em Dakota do Sul, segundo uma declaração feita terça-feira. “Espero não acordar deste sonho. Sinto que a minha vida foi salva.”

Lynn é oriunda de uma família Cristã e entrou para a indústria pornográfica apenas para arranjar dinheiro para se sustentar e ao seu bebé após um divórcio.

“Quando se tem cobradores a telefonarem de cinco em cinco minutos, começa-se a ficar desesperada,” disse ela à ABC News no ano passado.

Ela começou como modelo mas depois foi incitada a tentar o negócio porno quando fez 18 anos.

“Eu só pensava, ‘Porque estou a fazer isto?’ Mas depois lembrava-me de que tinha de pagar o carro.”

Lynn foi levada a Jesus Cristo e libertada da indústria do sexo com a ajuda de Heather Veitch, uma ex-stripper que se converteu e agora é uma evangelista neste meio. Veitch, que fundou o ministério “JC’s Girls” (Raparigas de Jesus Cristo), evangelizou Lynn durante cerca de um ano.

Veitch disse que muitas raparigas querem abandonar esta indústria, mas têm dificuldade em começar uma vida nova.

“É preciso o tipo de compromisso que estamos a ver na Igreja de Celebração Comunitária,” explicou a ex-stripper.

A Igreja de Celebração Comunitária afirma ter 550 membros e cerca de 2.200 frequentadores aos fins-de-semana.

Esta igreja ouviu falar de Lynn pela primeira vez quando ela surgiu numa reportagem da ABC News em Março do ano passado, e expressou a sua intenção de abandonar a indústria do sexo. A igreja entrou em contacto com ela e convidou-a para visitá-los, mas sem sucesso.

Foi então que Veitch voou até Dakota do Sul e passou um fim-de-semana a mostrar à igreja a dimensão e extensão da indústria do sexo na América. A ex-stripper disse-lhes que o primeiro passo para ajudar raparigas como Sophia Lynn era orar por elas, o que a igreja fez.

“Três semanas mais tarde, o meu telefone tocou e era Sophia,” recordou Veitch. “Ela disse-me que estava pronta para fazer uma verdadeira mudança na sua vida e precisava de ajuda autêntica. Eu contactei o pastor Loy da Celebrate Community Church e disse-lhe que Deus tinha feito a sua parte, por isso o que iríamos fazer agora?”

No dia seguinte, às 6h da manhã o pastor Keth Loy telefonou a Veitch e disse, “Estamos prontos para avançar.”

Sophia Lynn, que na altura estava a viver em New Jersey, seis horas depois estava num avião para uma vida nova em Dakota do Sul.

"Não vamos brincar mais à igreja," disse Loy. “Nós vamos ser uma igreja."

A fundadora das JC’s Girls encoraja as igrejas a seguirem o exemplo da Celebrate Community Church ajudando prostitutas a abandonar a prostituição e a começar uma vida nova.

“Eu chamo a este programa ‘One Church For One Girl’,” disse Veitch.

No mês passado, foi lançado um novo documentário – “The Pussy Cat Preacher” – uma crónica da viagem de Veitch que mostra como ela foi desenvolvendo o ministério JC’s Girls. O filme mostra a sua luta inicial para conseguir a aceitação das mulheres na sua antiga igreja na Califórnia e mais tarde a forma como as conquistou e até as trouxe a clubes de strip para ministrarem a dançarinas.

Veitch reside agora em Las Vegas onde a sua missão é apoiada pela Central Christian Church.

Fonte: Notícias Cristãs

terça-feira, 25 de março de 2008

"Não há distinção entre católicos e protestantes", diz Vaticano

O pregador da Casa Pontifícia, Raniero Cantalamessa, fez, na sexta-feira (21), um apelo no qual chamou todos os cristãos à unidade e assegurou que "não existe distinção entre católicos, ortodoxos e protestantes, mas entre os que acham que Cristo é o filho de Deus e os que não o acham".

A declaração chama atenção e sinaliza uma espécie de “mea culpa” porque em julho do ano passado o próprio Vaticano chegou a dizer que apenas a Igreja Católica é a Igreja de Cristo.

Raniero Cantalamessa fez as declarações durante a homilia da Paixão de Cristo pronunciada na Basílica de São Pedro e presidida pelo papa Bento XVI.

O pregador do papa, tradicionalmente encarregado da homilia da Paixão durante a Sexta-Feira Santa, acrescentou que a unidade dos cristãos é "uma meta a alcançar" e um "dom a acolher".

E lamentou os obstáculos criados pelas diferentes denominações cristãs na obtenção da unificação.

Segundo o Cantalamessa, "o que está em jogo no início do terceiro milênio já não é o mesmo que na virada do segundo milênio, quando aconteceu a separação entre oriente e ocidente, nem é o mesmo que o da metade do milênio passado, quando aconteceu a separação entre católicos e protestantes".

E acrescentou: "o mundo seguiu adiante e nós permanecemos presos a problemas e fórmulas que o mundo nem sequer lembra o motivo".

Reconhecimento das diferenças

No entanto, ele explicou que o caminho em direção ao ecumenismo não pode "queimar períodos", em relação às diferenças na doutrina entre os cristãos, "porque as diferenças existem e é preciso resolvê-las com paciência nas sedes apropriadas".

"Mas podemos por outro lado queimar etapas na caridade, e estar unidos desde já", acrescentou Cantalamessa.

Para o pregador do Vaticano, "o que poderá reunir os cristãos divididos será só a difusão de uma nova onda de amor por Cristo".

Perseguição aos cristãos

No sábado (22), o papa Bento XVI – que durante a semana recebeu uma ameaça de morte da rede terrorista Al Qaeda, de Osama Bin Laden - lembrou as perseguições sofridas pelos cristãos em várias partes do mundo.

Bento XVI, no início da tradicional Via-Sacra, declarou que " coliseus se multiplicaram através dos séculos, em várias partes do mundo (referindo-se ao Coliseu como lugar histórico de martírio dos cristãos), nos lugares onde os nossos irmãos em diferentes partes do mundo, continuando a vossa Paixão, ainda hoje são duramente perseguidos”.

“E é este também um destino que diz respeito também à Igreja, a Esposa de Cristo que em muitas partes do mundo, está atravessando a hora tenebrosa da perseguição”, complementou.

Fonte: Portas Abertas

Cafetina diz que bispo Macedo pagou sua passagem de volta ao Brasil

A cafetina brasileira, Andréia Schwartz, retornou a São Paulo num vôo da American Air Lines - de classe executiva. Segundo ela, teve ajuda do “bispo Edir Macedo”, da Igreja Universal do Reino de Deus, dona da Rede Record.

Em retribuição, foi à emissora que ela concedeu sua primeira entrevista, por telefone. “Só alguns veículos estão me levando a sério, como a Record. O bispo Macedo pagou minha passagem na classe executiva para eu voltar dos EUA”, afirmou ela.

Ao ‘Estado’, o Departamento de Jornalismo da TV Record negou que tivesse pagado a passagem, mas admitiu que o correspondente da emissora viajou no mesmo vôo.

Ex-governador

Testemunha-chave no escândalo que derrubou o governador do Estado de Nova York, Andréia Schwartz disse ter intermediado encontros para Eliot Spitzer.

O ex-governador de Nova York Eliot Spitzer, que deixou o cargo depois que descobriram seu relacionamento com a prostituta Ashley Alexandra Dupre, de 22 anos, também recorreu aos "serviços profissionais" da brasileira Andréia Schwartz, 33 anos, que desembarcou no sábado no Brasil.

Andréia admitiu ter atendido o ex-governador, para quem intermediou encontro com "modelos". Cópias dos e-mails trocados entre os dois, segundo ela, foram apreendidas pela polícia americana em seu apartamento. "Me levaram tudo, até fotos do início da minha carreira de modelo. Vim para o Brasil sem calcinha para trocar", comentou.

A capixaba nega que explorasse a prostituição em Nova York, tal como foi condenada. Segundo explicou, apenas agenciava "modelos". "Como estava envolvida com modelos e algumas pessoas do poder, eu fiz algumas festas, alguns jantares. Apresentei (as "modelos") a pedido deles", argumentou.

Entre os clientes famosos figuravam, segundo descreveu, "milionários, bilionários, assessor do governo, assessor do Giuliani" (ex-prefeito de Nova York Rudolph Giuliani). Ela negou existir lista com nome de clientes preferenciais. Segundo foi divulgado, o governador era o nono nesta listagem.

Andréia atribuiu a denúncia de envolvimento com a prostituição e porte de drogas como conseqüência do que classificou como sucesso pessoal no mercado. Ela admitiu que iria ganhar US$ 5 milhões por ter se associado a um grupo de italianos na compra de um andar de um hotel próximo do Central Park, mas disse que o flagrante de porte de drogas teria sido forjado. "A polícia plantou drogas na minha casa em 2006, quando fui presa. Nesse dia, tinha 12 pessoas na minha casa, que era muito bem freqüentada. A polícia pegou todo mundo, mas, como a casa era minha, só eu fui presa", afirmou.

Ela negou ainda ter feito qualquer denúncia para negociar benefícios da Justiça. Disse que recusou propostas feitas por policiais e promotores, como a de ganhar uma nova identidade para que denunciasse pessoas envolvidas com o crime. Andréia não especificou, porém, que tipo de acordo fez. Apenas reclamou que a polícia americana não lhe deu o dinheiro prometido.

Fonte: Veja / O Povo

sexta-feira, 21 de março de 2008

Pilantropia (5)


Esse tem registrados os seus feitos.

PS.: Vou chamar ele pois estou ficando careca... Sobe careca, sobe careca.

Campanha contra o homossexualismo

Foi lançada em Campina Grande/PB a mais polêmica campanha evangélica contra o homossexualismo. Foram colocados outdoors nas ruas com um conteúdo semelhante à imagem ao lado. A iniciativa levou furor aos grupos de defesa dos interesses homossexuais, que prometem uma chuva de ações jurídicas. O caso promete apesar da causa. Vamos aguardar para ver no que vai dar.
Clique em www.vinacc.org.br para mais informações!


Fonte: Notícias Cristãs visualizado pelo blog daladier

Meu comentário: Pra mim isso é tudo, menos evangelismo. De certa forma é comprar uma briga sem necessidade. Com todo respeito que merecem o pessoal do VINACC, se for gastar com alguma coisa, que seja anunciando o Evangelho.
--
Daniel Moreira

quinta-feira, 20 de março de 2008

Superman



Nessas horas que eu me lembro
Que o sofrimento é um megafone
É Deus pra mim gritando que eu não sou o super-homem
Que eu sou de carne e osso que eu vou passar sufoco
Vou fazer o quê? Não vou esconder meu choro
Às vezes é mais fácil fingir, eu sei
Fazer de conta que tá tudo bem que tá tudo zen
Disfarçar que não tem nada dando errado
Mas eu não sou o superman

Se não fosse por Você eu jogava a toalha
Tenho visto tanta coisa errada nesta estrada
Muito falso herói se achando o tal
Iludido com aplausos, elogios... com o pedestal
Até eu já vacilei, dei bobeira, viajei
Esqueci que levo tombo como qualquer um
Esqueci que levo tombo, esqueci que sou normal
Alguém aqui é normal?

Eu sou diferente, igual a todo mundo
Sem Você eu não sou ninguém
Eu sou igual a todo mundo
Não existe superman

Eu vou insistir em Te acompanhar
Haja o que houver, acredite quem quiser
Mesmo tropeçando eu tô aprendendo
Tô descobrindo que pra tudo existe um tempo
Por isso eu tô na luta, tô sobrevivendo
São nessas horas que eu me lembro
Que às vezes eu machuco, às vezes me machuco
Explodindo por fora, explodindo por dentro
Mas eu tô aprendendo, tô aprendendo

Agora eu tô sabendo
Que o sofrimento é um megafone
É Deus pra mim gritando que eu não sou super-homem
Que eu sou de carne e osso que eu vou passar sufoco
Agora eu não esquento não vou esconder meu choro
Afinal eu sou um cara comum
Que também leva tombo como qualquer um
Que tropeça, levanta mas não sai da dança
Tropeça, levanta e não sai da dança

Eu sou diferente, igual a todo mundo
Sem Você eu não sou ninguém
Eu sou igual a todo mundo...

Às vezes é mais fácil
Fazer de conta que tá tudo bem
Mas você sabe que eu não sou o superman

Eu sou diferente, igual a todo mundo
Sem Você eu não sou ninguém
Eu sou igual a todo mundo
Não existe superman

Mario de Oliveira absolvido

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar aprovou por unanimidade (dez votos), nesta terça-feira, o parecer da deputada Solange Amaral (DEM-RJ), que pediu o arquivamento do processo movido pelo PTC contra o deputado Mário de Oliveira (PSC-MG). Ele era acusado de encomendar o assassinato do deputado Carlos Willian (PTC-MG), crime que não ocorreu.

Segundo a parlamentar, não havia provas que incriminassem Mário de Oliveira. "O conselho trabalhou por quase um ano e não conseguiu provar que a acusação seja verdadeira", afirmou Solange Amaral. "Aqui, do ponto de vista da Câmara, não há mais nada a fazer com os fatos que existem."

Depois da votação, Mário de Oliveira elogiou o trabalho da relatora e afirmou que se sentiu triste com todo o processo. "Não tenho passagem pela polícia nem tenho nada contra nenhum deputado. Vi meu nome jogado no ar de forma negativa, mas o processo no conselho foi a melhor coisa que me aconteceu, pois me inocentou", disse. "Se não houvesse a investigação do conselho estaria hoje sujeito a uma cassação injusta", complementou o parlamentar.

Ministério Público

Carlos Willian não estava presente à reunião. Em nome do PTC, a advogada Gerusa Agami Manato leu mais uma vez trecho do parecer da Procuradoria-Geral da República em que o Ministério Público afirma que de fato houve uma tentativa de um parlamentar encomendar o assassinato de outro.

Ela informou que Carlos Willian e sua família sofreram muito com todo esse processo. "O deputado é uma pessoa ilibada. Não vamos contestar o conselho, que é unânime e soberano. Vamos esperar que a decisão tenha sido a mais acertada", disse.

Já o advogado do deputado Mário de Oliveira, Itapuã Messias, considerou o parecer do MP uma forma de "lavar as mãos". De acordo com o advogado, o documento afirma que houve um "ato preparatório" para um crime, mas também pede o arquivamento do caso, já que o crime não chegou a ocorrer. O advogado destacou que não foi levado em consideração o segundo depoimento da testemunha-chave, Odair da Silva, que negou a tentativa de assassinato de um parlamentar pelo outro. "Nem tudo aquilo que a Procuradoria-Geral da República diz é verdadeiro", ressaltou.

Voto em separado

Os deputados Dagoberto (PDT-MS), Hugo Leal (PSC-RJ) e José Carlos Araújo (PR-BA) apresentaram voto em separado em que contestam as afirmações do Ministério Público de que houve de fato o planejamento de um crime, e seguiram o voto da relatora pelo arquivamento do caso. Segundo os parlamentares, o parecer do MP tem como base o primeiro depoimento de Odair da Silva à Policia Civil de Osasco - que o MP considerou como verdadeiro sem nenhuma investigação.

No voto em separado, eles destacam que, em um segundo depoimento, desta vez à Polícia Federal, Odair negou tudo o que havia dito antes e afirmou que, na verdade, tudo seria uma armação de Willian para desmoralizar Oliveira. Os parlamentares lamentam ainda que o MP "seja tão pouco diligente no desempenho de suas funções". E questionam: "Se este conselho, sem todo aparato policial à disposição, conseguiu perceber as contradições e problemas do primeiro depoimento e das conversas gravadas, por que as autoridades especializadas na persecução penal não conseguiram?"

Solange Amaral incorporou o voto em separado ao seu parecer.

Papel de polícia

O presidente do colegiado, deputado Ricardo Izar (PTB-SP), ressaltou que o conselho não consegue fazer o papel de polícia e elogiou o esforço da relatora para conseguir provas e levar adiante a investigação. Rebatendo críticas de parte da imprensa ao colegiado, Izar lembrou que o conselho em casos anteriores pediu a perda de mandato de inúmeros deputados e que o Supremo Tribunal Federal (STF) está analisando as provas apresentadas pelo conselho no caso do "mensalão".

Fonte: Agência Câmara

Quem se importa?

Hoje o dia teve um final triste. Voltava pra casa, horário de pico, ou seja: ônibus que demora e passa lotado, trânsito e barulho. Barulho demais pra minha dor de cabeça e tontura, provavelmente conseqüência da minha má alimentação durante o dia. Por algum milagre, o ônibus não estava tão cheio e eu pude me sentar. Nem me esforcei para começar a dormir, estava realmente passando mal.

E então ele entrou. Pela porta de trás, obviamente, porque, a princípio eu nem havia notado sua presença (não estava notando nada ao meu redor). O ônibus parou em um semáforo e eu acordei da minha semi-inconsciência sentindo um cheiro insuportável. Um cheiro horrível, muito forte. Olhei para os lados, talvez houvesse algum caminhão de lixo parado perto e também prendi a respiração. Mas quando o ônibus andou, o cheiro não passou. Então olhei pra trás, lá estava ele. De pé. O cheiro vinha de um homem vestido com trapos, calçado com chinelos muito gastos e visivelmente bêbado.

Não exagero ao falar que o cheiro era forte. Era cheiro de carne podre. E olhando para o homem percebia-se que, literalmente, ele estava apodrecendo. Muitas pessoas desceram do ônibus no ponto seguinte. Algumas fizeram piadas. Outras disfarçavam e tapavam o nariz. A maioria tapava descaradamente (e o homem sequer se dava conta disso). Mas todas estavam incomodadas. Se afastaram, sobrando uma poltrona para o homem. Ele se sentou, ficou olhando pela janela e falando consigo mesmo. Palavras incompreensíveis.

Confesso, o cheiro também me incomodava muito. Já me sentia mal e a situação só piorava. Mas não consegui tapar o nariz. Não consegui rir das piadas. Estava bem perto da janela, o que me fez não desmaiar. E só conseguia pensar em uma coisa: o cheiro ruim, forte, podre, o homem levaria embora consigo, quando descesse do ônibus. As vidas das pessoas voltariam ao normal, sem inconvenientes como esse. Mas a vida desse homem não. Ele provavelmente continuará apodrecendo. Processo de decomposição em vida. E será, será mesmo que alguém se importará com ele? Sim, me entristeci pensando que ele continuará sendo uma piada, um cheiro ruim, um incômodo. "A vida é muito cruel", disse um passageiro se referindo à situação do homem.

A vida é muito cruel.

(extraído do Blog Não Analisa Não)

Meu comentário no Blog dela

Sarah, eu li e o texto me lembrou a abordagem do "Quem se importa?"

Posso visualizar a cena e dizer que até no meio dos cristãos ele seria caçoado e de certa forma repelido. Isso apenas evidencia o quanto o Ministério "Evangélico" tem sido deficiente e pouco acessível. Há uma lacuna há ser preenchida, mas que todos temem por não existir o "glamour" do reconhecimento. Oro e luto para que isso mude a começar de mim.

Is. 35:8c – “Os caminhantes, até mesmo os loucos, nele não errarão.”

Depois do Vendaval...

Depois de toda polêmica, o sujeito se arrependeu...


Aguinaldo Silva está indignado. O autor chamou de "virulenta" a matéria do "Domingo Espetacular" (Record) que acusou "Duas Caras" (Globo) de preconceito contra evangélicos.


(Fonte: Bem Paraná) - "A (personagem) Edivânia (pivô da crise) é louca. Em tramas como ‘Tieta’ mostrei católicas ensandecidas e os padres não reclamaram."

A Globo já se prepara para processar a Record. E, por meio de nota, protesta: "Edivânia (Susana Ribeiro) é uma desequilibrada. Rotulá-la de evangélica é preconceito." A Record não se pronunciou.

(fonte O Verbo
)

quarta-feira, 19 de março de 2008

Um cartoonzinho saudosita!

Eu tenho saudade quando todos éramos iguais perante Deus - sacerdotes dEle, com acesso livre a sua presença, através do único mediador, Cristo Jesus.

"Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;" 1 Pe 2:9

(extraído do Rubinho Pirola)

terça-feira, 18 de março de 2008

O link para Reportagem da Record sobre a cena polemica da novela duas caras

Assistam no link abaixo

Clique aqui

Cultura : Domingo Espetacular foi imparcial, diz Record sobre evangélica de Duas Caras

A Central Record de Comunicação informou, no final da tarde desta segunda-feira, que o programa "Domingo Espetacular" abordou, de "forma neutra e imparcial", os fatos referentes ao comportamento de uma personagem evangélica na novela "Duas Caras", da Globo.

(Fonte: Folha Online) - No domingo, o programa da Record exibiu uma reportagem sobre a notícia publicada pela revista "Veja" desta semana. A emissora criticou a trama de Aguinaldo Silva por ter levado ao ar uma cena na qual a personagem Edivânia (Susana Ribeiro) comandava uma tentativa de linchamento do triângulo amoroso formado pelos personagens Dália (Leona Cavali), Bernardinho (Thiago Mendonça) e Heraldo (Alexandre Slaviero). A Globo foi acusada abertamente de incitar o preconceito contra evangélicos.

Na nota enviada à Folha Online, a Record informa que "procurou ouvir as partes envolvidas na polêmica, ou seja, levou ao ar a visão de contestação dos evangélicos, opiniões de especialistas em várias áreas, trechos do texto pertinente ao assunto publicado no blog do autor da novela e divulgou a versão da Globo".

Ao reagir à reportagem da Record, o diretor da Central Globo de Comunicação, Luis Erlanger, disse que a novela "Duas Caras" é uma ficção, lembrando que "chute na santa, campanha para acabar com as festas de São João etc., isto, sim, é coisa da vida real".

Segundo a Record, o "Domingo Espetacular" registrou a maior audiência desde a estréia da atração em abril de 2004. Com pico de 20 pontos, média de 15 e "share" (participação no total de TVs ligadas) de 24%, o programa, apresentado por Paulo Henrique Amorim, Janine Borba e Tina Roma, ficou em segundo lugar no ranking da audiência.

Confira a íntegra da nota da Record:

O programa Domingo Espetacular do dia 16/03, exibiu uma reportagem que repercutia a notícia publicada pela Revista Veja desta semana. Na reportagem "Fogueira Santa", o jornalista Marcelo Marthe relatou os acontecimentos referentes ao comportamento de uma personagem evangélica em uma das tramas da Rede Globo.

O Domingo Espetacular abordou a questão de forma neutra e imparcial. Procurou ouvir as partes envolvidas na polêmica, ou seja, levou ao ar a visão de contestação dos evangélicos, opiniões de especialistas em várias áreas, trechos do texto pertinente ao assunto publicado no blog do autor da novela e divulgou a versão da Globo.
(fonte: O verbo)

sábado, 15 de março de 2008

Jogo coloca personagens bíblicos para brigar no estilo "Street fighter"

O grupo de jogos de luta "imortais" como "Street fighter" e "Mortal kombat" acaba de ganhar mais um integrante: trata-se de "Bible fight", um "webgame" que possibilita confrontos emblemáticos entre figuras religiosas. É a oportunidade única de ver Jesus "partindo para a ignorância" e acertando as contas com Maria - também conhecida como sua mãe.

Para jogar, não é preciso instalar. O jogo é programado em flash e pode ser acessado no site Adult Swim.

São seis personagens bíblicos: Eva, Noé, Moisés, Maria, Satã e Jesus - além do personagem secreto habilitado no final. Cada lutador tem seu próprio cenário e golpes especiais. Eva luta no paraíso e uma de suas armas é o "mudd uppercut", quando Adão surge das profundezas para atacar o adversário da mulher.

A "casa" de Noé é sua arca, e um dos poderes especiais de Jesus é o milagre, que derruba porções de peixes e pães sobre os adversários, roubando seus "pontos de vida".

(Extraído do Site Gospel Minas)

Exclusão e excomunhão: há diferença?

Por Jaime Nunes Mendes


No Brasil a exclusão social é fato incontestável

Excomunhão (do latim “excommunicatio”) é o ato de excomungar, amaldiçoar, anatemizar, condenar. Na prática, significa o afastamento ou eliminação de um fiel do gozo de todos ou de alguns benefícios religiosos, em conseqüência de um erro muito grave por ele cometido. Um exemplo histórico, diz respeito a Martinho Lutero, que foi excomungado pela Igreja Católica por pregar a justificação pela fé.

Já a palavra exclusão (do latim “exclusione”), embora possua também essa conotação, pode ser usada com outros sentidos. Exemplos: Ele foi excluído da lista dos convidados. No Brasil a exclusão social é fato incontestável. Na linguagem jurídica, indica o ato pelo qual uma pessoa é privada do exercício de determinada função. Exemplos: No Testamento, o pai declarou a exclusão do filho, na herança. / Por força da lei o candidato foi excluído da legislatura.

Por tradição, os evangélicos empregam a forma exclusão quando se trata do afastamento de um membro da igreja local. Exemplos: Por rebeldia, ele foi excluído da igreja. / Nas igrejas evangélicas, o adultério é motivo para exclusão.

(extraído do http://aleluia.com.br)

Amor sem Hipocrisia


(extraído do Site http://aleluia.com.br)

EXAME MÉDICO DA ESPIRITUALIDADE


Se me submetesse a esse exame, sei não viu?!!

(extráido do Humor Cristão)

sexta-feira, 14 de março de 2008

O Preconceito da TV Globo

Euder Faber

A história da Igreja Cristã é marcada por perseguições e todo tipo de discriminação. Durante o Império Romano os cristãos eram jogados às feras como parte do entretenimento das massas. Outros foram mortos ao fio da espada e lançados em tachos quentes, dentre outras barbaridades.

Na Idade Média não foram poucos que terminaram na fogueira. Hoje em diversos lugares do mundo a perseguição continua. Países como Coréia do Norte, Arábia Saudita, China, Irã, Cuba, Vietnã e outras dezenas de nações têm imprimido um intenso estado de perseguição e discriminação aos cristãos, onde muitos têm pago com o próprio sangue para não negarem a fé em Jesus.

No Brasil, em especial no Nordeste, muitos foram os relatos de perseguição no passado, onde muitas Igrejas foram apedrejadas, principalmente no interior da região.

Hoje temos assistido ao surgimento de outro tipo de perseguição. São leis que estão sendo preparadas e que, caso aprovadas, farão ressurgir o fantasma da perseguição, discriminação e preconceito, que no passado assolou muitos cristãos no Brasil.

Parte da grande mídia tem estado a serviço desses movimentos que visam amordaçar o discurso evangélico no país. Uma demonstração de tudo isso se deu na última quarta-feira, dia 12, onde em horário nobre a Rede Globo veiculou em uma de suas novelas (Duas Caras), uma das cenas mais discriminatórias e preconceituosas que se tem notícia na TV brasileira(http://duascaras.globo.com/Novela/Duascaras/Capitulos/0,,AA1674499-9156,00.html).

No capitulo da referida novela é mostrado uma turma, sendo comandada por um grupo de “evangélicos”, se dirigindo a uma casa onde dois homens e uma mulher mantêm um suposto triângulo amoroso — sendo um deles gays. Na cena vemos os “evangélicos” de Bíblia na mão e uma das “irmãs” gritando: “Nós vamos tirar o demônio de seu corpo e vai debaixo de pau e pedra”. Em outro momento se ouve uma delas dizer: “Eu sou a mão da força divina”. Daí, em certo momento, uma das “evangélicas” atira uma pedra na direção da mulher que estava sendo acusada de manter a aventura amorosa com os dois homens. Depois, ocorre a invasão da casa, onde os “crentes” gritam: “Quem não quiser arder no fogo do inferno me siga”. O desfecho da cena é lamentável. A “crente” por nome de Edvânia de faca na mão esfaqueia o colchão dizendo: “O sangue de Jesus tem poder”.

Mas o que mais chamou a atenção foi quando um dos homens que é apresentado como suposto homossexual, ao ser agredido, gritou: “O pecado está no preconceito, na intolerância, na violência”. Foi aí que revelou-se a intenção da referida cena. Essa frase dita pelo suposto gay é um dos chavões do movimento gay no Brasil, geralmente usada contra a Igreja Evangélica, que fundamentada na Bíblia repudia tal comportamento. Tudo isso faz parte da campanha que visa sensibilizar nossas autoridades para aprovação da denominada “Lei da Mordaça”, a dita lei anti-homofobia (PLC 122/2006 E PL 6418/2005). Tudo isso também faz parte de uma campanha ardilosa que visa jogar a opinião pública contra a Igreja e seus líderes, tachando-os de preconceituosos e intolerantes.

Todo o Brasil sabe da contribuição dada pela Igreja Evangélica ao país. Nosso povo também sabe que cenas como as que foram apresentadas nesta novela não condizem com a realidade. Onde já se teve notícia de que evangélicos insuflaram as massas contra os gays no Brasil? Muito pelo contrário: temos sim é pregado o arrependimento, o amor e o perdão para com essas pessoas, em relação Deus.

A Rede Globo agiu de forma maliciosa, discriminadora, preconceituosa e pejorativa em relação a todos os cristãos evangélicos de nossa nação, retratando-nos como fanáticos que desejam impor seu pensamento e seu estilo de vida à sociedade. São fatos como esse que nos fazem acender a luz amarela e percebermos que estamos caminhando para tempos de perseguição religiosa em nosso tão amado e querido Brasil. Lamentável.

Fonte: VINACC

Divulgação: www.juliosevero.com

quarta-feira, 12 de março de 2008

Uma imagem


Extraído do Blog do Daladier

Josimar Bianchi

Um musico mto bom de Minas que vem surpreendendo a todos. Escute leitura fantástica dessa canção.

Texto de Abertura - Lançamento cd Mpb Black - Mpb, soul e adoração - Ramon Goulart e Jaiminho Silva - Bhte/MG

Boa noite!
Senhor Deus, agradeço por tua presença, agradeço a todos que nos prestigiam nesta noite.
Meu nome é Fernanda, sou historiadora, professora e mulher virtuosa!
Numa sociedade que nos impõe tantos craus, créus e credos, é um privilégio estar aqui para desfrutar de uma música com qualidade.
A música! Ah, a música! ... Deus sabe o que é bom, por isso além de nós, mulheres, também criou a música, para os homens estarem sempre em boa companhia.
A palavra música vem do grego “arte das musas”. É uma das mais importantes artes. A História também era uma musa, a musa que proclamava. E o meu desafio hoje é falar da bela Música Popular Brasileira.
Não há como falar da música brasileira sem falar do povo brasileiro.
Nossa terra, antes de ser chamada Brasil e de ser invadida ou “descoberta”, era então habitada pela música, que estava presente nos mais variados povos que aqui viviam e foram, erroneamente, chamados pelos europeus de “índios”.
A dominação portuguesa não foi somente territorial, mas perpassou a imposição de uma catequização dos costumes e da cultura. Nesse processo de extermínio, nunca saberemos medir o quanto das culturas indígenas foram perdidas, ou quanto ainda sobrevive no acelerado processo de globalização.
A dominação indígena não se mostrou adequada à empresa portuguesa, por isso cruzaram o Atlântico e para cá trouxeram uma miríade de povos africanos escravizados.
A cultura e a música sempre representaram para os negros uma forma de resistência cultural. A estreita convivência entre brancos e africanos, entre casa grande e senzala, nem sempre foi tão democrática, como queria Gilberto Freire.
Nesses quatrocentos anos de escravidão, coexistiram o sagrado e o profano, mas se sabia qual era o lugar da cultura oficial e a marginal. Mas a música é também rebelde, e como os brasileiros, tem o seu jeitinho de se infiltrar e romper os limites estabelecidos.
No final do século XIX, e na década de 1870, o movimento abolicionista se tornou forte no Brasil, dele tomaram parte inclusive brancos, alguns defendiam que os negros maculavam a cultura branca com seus “vícios”; leia-se costumes, religião e música também.
A maneira como a abolição foi feita, indenizando os brancos, legou aos afrodescendentes o desafio de conquistar a condição de cidadania.
O negro e sua cultura continuaram a ocupar um lugar secundário a ponto de alguém participar de uma roda de samba ser visto como contraventor até os anos 20.
Nesta transição para o século XX, uma mulher merece destaque por sua ousadia: Chiquinha Gonzaga, que deixou as amarras das convenções sociais e subiu o morro para casar a herança portuguesa e a negra, gravando os primeiros choros e sambas, “ô abre alas porque a música quer passar”.
Só nos anos 30 Getúlio, populista, queria se mostrar popular, e nada melhor do que eternizar o Brasil por meio do samba.
“Brasil, meu Brasil brasileiro... Meu mulato inzoneiro, vou cantar-te nos meus versos...”
Tudo isso ocorreu dentro de um espírito modernista, que rompia com aquela cultura tradicional que macaqueava França e Europa e agora buscava se reencontrar.
Os artistas brasileiros conheceram na Europa o modernismo e suas várias correntes, seja o surrealismo de Dali, o cubismo de Picasso, e outros. E propuseram então uma ANTROPOFAGIA, ou seja, canibalizar a cultura estrangeira para alimentar a NOSSA cultura nacional de “alma parda tupiniquim que exclama adiante!”.
Tivemos um segundo acesso antropofágico, mas desta vez absorvemos a cultura americana, “isso é BOSSA NOVA”, “olha que coisa mais linda, mas cheia de graça, é essa menina”... a música, que nos faz conhecidos como brasileiros por onde é tocada.
Mas os ventos de liberdade duraram pouco. Em 64, um golpe fatal. Mas a música habitando os jovens ousou continuar... “caminhando contra o vento, sem lenço, sem documento”.
Aqui, a música se torna a arma e a esperança daqueles que combatem a ditadura militar, e dizem “hoje você é quem manda, falou tá falado, não tem discussão”. Mas “apesar de você, amanhã há de ser outro dia”.
Com esse caráter político ou até revolucionariamente apolítico como os tropicalistas, este estilo marcou pra sempre a história da música, constituindo o que hoje chamamos “MÚSICA POPULAR BRASILEIRA”.
Nos anos 80, a nova república democrática abre espaço ao movimento black mostrando novos ritmos, “this is the thriller...”. Surgiram por aqui o break, o hip-hop, o rap, o axé e outros deliciosos ritmos black.
Nos anos 90 e nesse início de milênio, internet comercial, globalização, as minorias se mostram pela música, e na diversidade de músicas, de culturas e povos nos descobrimos como humanos, terráqueos, responsáveis pelo meio-ambiente, que começa em cada um e compreende todo o universo, e desse microcosmo humano ao macrocosmo celestial, a música é sempre um grande presente. Pausa......
Bem, Rubem Alves diz que um nutricionista sabe das propriedades dos alimentos, mas o cozinheiro é quem entende da alquimia de combiná-los para fazer o paladar bem SENTIR.
Da mesma forma, o historiador pode saber da música, despi-la, mas só os músicos é que podem nos envolver e nos fazer SENTIR por meio dela.
Por isso, depois dessa viagem pela história da música, vamos voltar para o presente, e o presente pra vocês é desfrutar do MPBBLACK!
Os líderes desse lindo projeto são Jaiminho Silva, músico profissional, voz prodigiosa, verdadeira e bela black soul. E também Ramon Goulart, artista, desenhista, pastor, teólogo e... músico! Convido vocês a subirem ao palco para nos fazer vibrar com a música.
SALVA DE PALMAS
RAMON E JAIME TOMAM SEUS LUGARES.

Fernanda Gouveia – Professora de História do Colégio Magnum, especialista em História da Ciência (UFMG) e Gestão de Projetos Educacionais (UNA). www.historiamagnum2008.blogspot.com

(extraído do Blog Teologia e Arte)



segunda-feira, 10 de março de 2008

Ron Kenoly - Use Me

Linda canção e tbem minha oração atual.

Brasil : Evangélicos reagem contra Lei do Silêncio em BH

MINAS GERAIS - Membro de bancada da Câmara promete protestos, caso prefeitura comece a fiscalizar limite de som de 70 decibéis.
Publicidade

(Fonte: O Tempo) - Os evangélicos de Belo Horizonte prometem reação em massa, caso haja operações de fiscalização nas igrejas em função da decisão de incluir os templos religiosos entre os estabelecimentos vigiados pela Lei do Silêncio (número 9.505). A informação é do vereador e pastor Henrique Braga, membro da bancada evangélica da Câmara Municipal.

Ele avisa que os fiéis serão incitados a sair às ruas em protesto, mas só se houver operações mirando as igrejas. "Na época da primeira lei (da vereadora Elaine Matozinhos), houve imediatamente ataque às igrejas com fiscalização e surgimento de muitas multas." Ele lembra que a cidade tem mais de mil templos e, segundo seus cálculos, cerca de 500 mil evangélicos.

A secretária municipal de Meio Ambiente, Flávia Mourão, nega que tenha havido algum tipo de perseguição. "Em nenhum momento existiu determinação de se fazer operação específica para as igrejas. Pode ter havido coincidência porque o que fazemos é atender aos pedidos do disque-sossego."

As reclamações de ruído em igrejas somam 10% dos chamados para o número. Como o prefeito Fernando Pimentel, reforçado pela Câmara de Vereadores, vetou a exclusão das igrejas e escolas da lei, elas agora são obrigadas a respeitar o limite de 70 decibéis durante o dia.

Novo projeto

Na última sexta-feira, 24 vereadores apresentaram uma nova proposta a ser avaliada na Câmara: alterar o limite de ruído nas igrejas para 80 decibéis, o que, na opinião de Henrique Braga, é mais "praticável".

Ele calcula que a resposta ao projeto alternativo não sairá em menos de 30 dias. O projeto precisa ser aprovado pelas comissões de Meio Ambiente e Legislação e Justiça, depois pelo plenário e ainda depende do aval do prefeito. O limite de 80 decibéis, explica Flávia Mourão, equivale a uma conversa de várias pessoas em tom bem alto.

Abordagem

Mesmo com a tramitação do novo projeto, avisa a secretária de Meio Ambiente, os fiscais da prefeitura continuam abordando as igrejas - quando houver denúncias - com base nos limites da lei atual.

De 19h às 22h, o limite é 60 decibéis, entre 22h e 24h, a tolerância cai para 50 decibéis e, após a meia-noite, para 45. "O que queremos é ser respeitados e, se houver ataque, saímos em defesa", resume o vereador Henrique Braga. A bancada evangélica reclama o apoio dado ao prefeito para aprovação de uma nova Lei do Silêncio, esperando que as igrejas não fossem ter limites rigorosos.

(extraído do Site O Verbo)

quarta-feira, 5 de março de 2008

Lançamento do Ministério da Humildade

Lançamento de Livros em primeira mão aqui no Blog Daniel's - via Editora Humildade

1001 Maneiras de ser Humilde
Uma amostragem de um Visionário explicando sob várias dimensões como ser humilde

Veja Tambem:

Iniciando na Humildade
Uma abordagem simples para o aprendizado sobre Ministério da Humildade

O Dom da Humildade
Aspectos Relevantes sobre como desenvolver o Talento de se permanecer humilde.

Quando a Humildade é maior que a Graça
Um livro polemico que desafia a vaidade em forma de Graça

Leve tbem os Best-Sellers:

A plenitude do Varão Perfeito (mais de 100.000 cópias vendidas)
Uma contagiante história tendo a Humildade como a ferramenta chave para a Perfeição

Aprendei comigo e Jesus que somos Mansos e Humildes de coração (mais de 100.000 cópias vendidas)
Um aspecto relevante sobre a ótica bíblica como ser Humilde em meio ao um mundo vaidoso.

Humildemente DANIEL MOREIRA