quinta-feira, 29 de março de 2012

Adorador ou Adorado?


Adorador ou Adorado?
 “E Jesus lhe disse: Por que me chamas bom? Ninguém há bom senão um, que é Deus.”
Marcos 10:18

Bom só existe um que é Deus. Esta foi parte resposta de Jesus ao jovem rico. Jesus era muito didático e sempre estava querendo ensinar algo para os homens. Bom era um atributo usado apenas pra Deus, portanto se em um título como Mestre acrescenta-se o atributo Bom, indiretamente está dando o atributo de Deus a um homem. Ao refutar o elogio, Ele estava comunicando como deve ser nossa reação diante de certos elogios.
Observe que elogio significa louvor. Jesus não aceitou o louvor, na verdade Ele transferiu para Deus. Tirou atenção de si mesmo e colocou em Deus. Em resumo, esta é a definição de espiritualidade. Tirar de si todo elogio, todo mérito, toda honra e devolver a Quem merece.
Precisamos nos perguntar o seguinte: Se Ele é Deus, porque não aceitou o elogio? Simples. Não aceitou o elogio porque foi para o homem Jesus e não pelo reconhecimento Dele como filho de Deus.
O texto de Filipenses 2:5-9 nos lembra de que Jesus se humilhou a forma de servo. Humilhar voluntariamente é o conceito de humildade. Jesus despiu de sua gloria para servir na forma de servo. O homem Jesus precisava ser o exemplo de servo e neste exemplo, Ele comunica que nenhum homem merece glória.
Em outras situações como a da prostituta e do cego de nascença, o comportamento de Jesus foi diferente. Ele aceitou a adoração de ambos, pois a adoração estava direcionada ao reconhecimento de Jesus Cristo como o filho do Deus. O critério era: Glória humana, não recebo. Glória a Deus é por direito.
Percebo Jesus como homem não procurando reconhecimento. Por isso pergunto: Se Jesus sendo Deus não procurou reconhecimento, porque os homens tanto procuram? Está resposta passa pela síndrome de lúcifer. Criatura que não é Deus querendo ser Deus. Deus fez o homem como à coroa da criação, a imagem e semelhança Dele, mas como o limite de ser criatura e na condição de ser servo. "É preciso compreender que, embora eu seja importante para Deus e para o corpo de Cristo, não devo pensar mais de mim do que convém" (Rm 12:3).
Valorizar a si mesmo é diferente de gloriar em si mesmo. Adoração, Glória, louvor apenas a Deus. Valorizar a si mesmo faz parte da essencialidade da vida. É senso de valorização na medida certa. Homem é um ser excepcional quando todas as partes do “ser” estão reordenadas por Jesus, pois Jesus foi o homem na medida certa.
Na relação dos dons e o caráter, infelizmente temos confundido e por consequência, valorizado mais os dons do que o caráter. Dons significam presentes de Deus. É uma característica especial que Deus dá aos homens, é uma graça comum. Já o caráter é formado, forjado e testado. Como a própria bíblia ensina, o obreiro precisa ser aprovado.
O interessante da vida de Jesus é que o caráter Dele confirma uma tese que tenho comigo: O caráter mostra quem nos somos. No caso de Jesus, o caráter é o que mostrava que Ele era o filho de Deus. Os dons apenas confirmavam isso. Atente-se para esta ordem na vida de Jesus: Caráter essencial, dons é complemento. Também observo que apenas as pessoas que são próximas são as que conhecem o nosso caráter. No caso de Jesus, os discípulos sabiam quem Ele era e a multidão não, como registra em Matheus 16:13-19.
Esta mesma passagem de Matheus, ilustra que quando valorizamos os dons mais que o caráter isso atrapalha nossa visão de quem é Jesus. As pessoas se relacionam de acordo com identidade que elas veem. Ao ver Jesus como profeta, elas estavam visualizando os dons ao invés do caráter.
Para finalizar quero dizer e destacar que a posição do homem é a posição do servo. E a posição de servo precisa ser aprovada pelo crivo e normas das Escrituras Sagradas. Aponto para Jesus como o modelo de servo em todos os aspectos. Olhar para vida de Cristo, me traz conceito de obreiro aprovado. Isto inclui essencialmente ter total ciência de sua atitude diante de Deus. Inclui também saber quem Deus é. Ou seja, não querer ser nada além da posição de homem-servo no Reino de Deus.
Portanto inquiro: Quem é você? As pessoas lhe classificam pelo dom ou pelo caráter? Você é homem ou Deus? Adorador ou Adorado?

Um comentário:

Junior Alves disse...

Louvado seja o nome do SENHOR, pela verdade absoluta da posição do homem em relação a suprema grandeza de DEUS. Que o SENHOr JESUS continue lhe abençoando e te edificando como servo amado. Um grande abraço!!!
Junior Alves ( Juninho).