domingo, 14 de novembro de 2010

Obediencia Parte 2

Em vários textos, sempre quando Deus tratava de sua missão ele citava a Deus como pai e dizia que estava em obediência a missão que Ele (Deus) enviou

Lc. 2: 49“Porque me procuráveis? Não sabíeis que me cumpria estar na casa de meu Pai”?
Jo. 4: 34; Disse-lhes Jesus: A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra”.
Jo 6: 38Porque eu desci do céu, não para fazer a minha própria vontade, e sim a vontade daquele que me enviou”.

Olha o que encontramos inicialmente nestes versículos:

  1. Filho de Deus - O tempo inteiro se referia a Deus como Pai - Apesar da bíblia citar que " Ele se humilhou a forma de servo", Jesus o tempo inteiro se via como Filho de Deus. Aqui existe a primeira lição: Apesar de sermos teus servos, Ele (Jesus) deu o poder a todos que o receberam de serem feitos filho de Deus. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome; João 1:12 Na parábola do Filho pródigo, o texto mostra percepções diferentes sobre servo e filho. Muitas vezes comportamos como o irmão mais velho que trabalha como servo e não desfruta da graça de ser Filho. Há uma dimensão de graça diferente para aquele que assume ser filho de Deus
  2. Amor como causa inicial e Obediência a missão como prova de amor - Vc sempre encontrará ligações entre o sentido de amor e obediência e outros que comprovam as etapas da fé Cristã.
  3. Missão - Ele sabia quando veio, entendeu e cumpriu diligentemente a missão que Deus confiou a Ele aqui na Terra.
Tbem é possível entender que a mensagem de Jesus incluía motivação e um alvo muito claro

  1. Motivação certa - A obediência Dele ao Pai gerava a motivação certa. Jesus se compadecia das pessoas. Ele deixou claro e respondeu aos fariseus que veio para os doentes. Ou seja, Jesus veio para dar vida em abundância para aqueles que estão mortos pelo pecado.
  2. Cruz - É fundamental saber Lc. 9: 22 É necessário que o Filho do Homem sofra muitas coisas, seja rejeitado pelos anciãos, pelos principais sacerdotes e pelos escribas; seja morto e no terceiro dia, ressucite. A cruz representa a sua realidade, representa o alvo, representa a esperança para os pecadores, Mc. 8: 34 “Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me”.
Obediência é o fator determinante, mas para entendermos, precisamos ter em mente estes fundamentos da vida de Jesus. É impossível SERVIR A DEUS sem conhece-lo, imagine sermos imitadores de Jesus o seu Filho. Entendendo esse processo, precisamos olhar para a vida do Filho e seguirmos seus passos. Obedecer a todo custo o Pai que tbem nos enviou para continuarmos com o legado de Jesus.

Nenhum comentário: