sábado, 19 de abril de 2008

Omissão

“Pensem nisto, pois: Quem sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado” (Tg 4.17).

Omissão é deixar de falar uma parte da verdade. Pode ser entendida tbem como a ocultação de fatos, que se fossem revelados levariam a compreensão plena da verdade. Através dessa definição, fica claro que a omissão biblicamente falando é inimiga de quem é testemunha viva de Jesus. Somos praticantes do bem sujeitando ao ponto de vista de Cristo. Como versículo sugere acima, sabemos que o nascimento da maldade está na ausência da bondade, e por isso quando sabemos a verdade em sua totalidade, sem nenhuma interferência da omissão, somos libertos.“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João: 8:32).

Quando pensamos em alguém omisso, pensamos em alguém medroso. Os omissos estão sempre envoltos em alguma desculpa para não estar de prontidão ao chamado de Deus. Medo que faz justificar demais, como se fosse incapaz para o momento. “E outro dos seus discípulos lhe disse: Senhor, permita-me que primeiramente vá sepultar meu pai. Jesus, porém, disse-lhe: Segue-me, e deixa aos mortos o enterrar dos mortos.” (Mt 8.21-22). Não estou citando o versículo para dizer que o discípulo era medroso, mas para mostrar que Jesus identificou uma desculpa propriamente de omissão e debateu para que o discípulo se posicionasse.

O omisso não encara o desafio, antes começa a se tornar mentiroso para se justificar perante as pessoas. O medo domina as suas emoções. Tenho a tendência de crer que a omissão cristã seja pior, pois ao conhecer a verdade bíblica prefere se seduzir pelos favores que essa verdade possa oferecer em detrimento de se tocar em assuntos sociais sérios (retirado de um comentário na Net)

A omissão é uma extensão da mentira. Na maioria dos casos, a omissão é a mentira disfarçada. Ou seja, quem omite parte da verdade, esta mentindo. Leva-nos a omissão de princípios cristãos nos quais Jesus lutou tanto por nós. Por isso, a verdade não é composta por apenas partes sem ligação. Ou seja, contar 99% de uma verdade é mentir. Pois se não mostramos toda a verdade, significa que a parte omitida é de relevância e pode mudar o contexto da situação.


"E a medida que se acostuma, esquece o sol, esquece o ar, esquece a amplidão". O conformismo é uma forma de omissão. Torna as pessoas óbvias sem diferença do mundo. Sabemos que algo esta errado, mas por convivermos todos os dias com o erro e não posicionarmos quanto a existência dele, a medida que passa o tempo acostumamos com o erro e de certa forma omitimos e conformamos.“Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Rm. 12.2.)

O maior exemplo de não omissão foi a vida de Jesus. Ele sempre estava cercado de polemica porque se posicionava diante das más leituras. Ele ensinou muitas coisas e ainda orientava aos outros a se posicionar contra a omissão. "Ora, se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as praticardes.” (João 13.17) “


Em Cristo, digo aos irmãos e leitores que a mentira, o conformismo e a omissão são características próprias do esfriamento espiritual e, dentre três, a omissão é a peça do corpo que manifesta minuciosamente a mascara da ética, quando na verdade não passa de mentira e o conformismo em alto padrão de corrupção cristã.

Fique em Paz.


--
Daniel Moreira

Nenhum comentário: